Por Dentro da Programação #32 Black List

Por Dentro da Programação #32 Black List

Não, não vamos falar de um seriado e sim de uma playlist, uma das mais importantes dentro da nossa rádio e programação. “E é dispensa qualquer comentário ou justificativa de sua importância e me nego veementemente, a dara qualquer explicação ou explanação de e sobre sua importância! ”

A curadoria dessa Playlist é do meu amigo e colega, Tiago Marques “ O Geertz”. Tecladista, compositor, produtor cultural, pai da Louise, gremista, sociólogo-cristão, humano do Logan, ciclista e boleiro das quartas); e com muito orgulho apresentador dos programas “A hora”, “TMJ” e “Black City” na nossa PUTZGRILA.

Por Dentro da Programação #30 “A hora”

Por Dentro da Programação #30 “A hora”

3600 segundos de pura diversão… São 60 minutos dos melhores desopilantes acústicos da indústria fonográfica

Por dentro da programação #31 TMJ!

Por dentro da programação #31 TMJ!

Por Dentro da Programação #29 “Black City”

Por Dentro da Programação #29 “Black City”

Mas vamos ao que importa:

música preta ou black music, também conhecida como música afro-brasileira no Brasil, e música afro-americana nos Estados Unidos, é um termo dado a todo um grupo de gêneros musicais que emergiram ou foram influenciados pela cultura de descendentes africanos em países colonizados por um sistema agrícola baseado na utilização de mão-de-obra escrava (plantation).

As músicas africanas foram trazidas pelos escravos para os países americanos, onde se desenvolveram novas técnicas com novos instrumentos, formando variados gêneros musicais que caracterizaram a vida de negros norte-americanos antes da guerra civil americana. Os gêneros principais incluem jazzbluesrhythm and bluessoulrock and roll, e, mais recentemente, o rap, que é um dos cinco elementos da cultura hip-hop. A música foi usada como uma forma de expressar desejos e necessidades que foram ignoradas devido a climas raciais e políticas adversas.

Banjo (lição) pintura de Henry Ossawa Tanner, 1893

Black Music: conheça Mais

Conheça esse gênero musical que faz parte da cultura negra!

Agora vou resumir e simplificar!

Gente, a Black Music é um ritmo que vem dos Estados Unidos e ganhou esse nome nos anos 1940! Até lá, ela era conhecida como Race Music, ou Música da Raça, viu? Só que esse gênero tomou dois rumos, sendo um religioso e outro popular! Vem comigo que eu te conto tudo sobre eles:

O começo da Black Music:

Olha, a Black Music norte-americana começou na época em que negros eram escravizados nos Estados Unidos. Pra tentarem sobreviver àquelas condições, eles cantavam melodias de seus países de origem, na África.


Depois que foram libertados do trabalho forçado, em 1861, a Black Music continuou e ficou mais forte, principalmente nos bairros onde os descendentes dos escravos viviam.


Só que aí, na metade do século 20, a revista americana de música Billboard reconheceu a importância da Black Music, e ela passou a tomar dois rumos:

– Rhythm and Blues, ou R&B: ritmo que dá origem ao rock?n?roll, jazz, funk e outros
– Canções religiosas: feitas pra louvar a Deus

A Black Music nas igrejas

Desde a época em que eram escravizados, as igrejas faziam a evangelização dos afro-americanos, e foi assim que a Black Music começou a fazer parte da religião.
Daí o estilo Soul Music, ou música da alma, como ela é chamada, era a maneira que eles cantavam os salmos nas igrejas, sempre falando de amor e fé.
 

A riqueza da Black Music

Agora, o ritmo Black Music é tão rico que possui vários estilos, sabia? O jazz, por exemplo, tá dividido em muitos subgêneros. Eles nasceram da mistura de culturas com os instrumentos harmônicos. Olha só:


Jazz

As músicas desse gênero são cantadas num sistema chamado sincopado, ou seja, de perguntas e respostas. É um padrão repetitivo que deixa o artista improvisar! Tem que ter criatividade, né?


Rock n roll

Já o Rock?n?roll surgiu nos anos 1950 a partir da união de outros dois ritmos: rhythm and blues, que é da Black Music, e country and western. Cantores como Chuck Berry, Jerry Lee Lewis e Elvis Presley participaram desse comecinho do rock?n roll.
 

Funk

E o funk chegou nos anos 1960 como uma mistura de soul, jazz e rhythm and blues. O pai desse gênero, que tem groove rítmico forte de baixo elétrico e bateria no fundo, é o conhecidíssimo James Brown! Demais!


A Black Music no Brasil

E pelo Brasil, a Black Music que veio dos Estados Unidos se uniu com a que nasceu por aqui. Essas músicas contam com bastante melodia, sedução e sensualidade! É o caso do axé, funk carioca e pagode!


Só que ritmos locais da Black Music, como bossa nova, samba, choro, lambada e maracatu não seguiram essa tendência! Cada estilo tem suas características e principais artistas, como Alcione, Sandra de Sá, Emicida, Elza Soares e outros.

Tchaina Bass

Tchaina Bass

Atua como baixista das bandas: Capa Preta Rock, Exclusão Social e Ligante Anfetamínico. Fundou o Selo Sub_Discos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − 5 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.