Caverjets contextualiza acontecimentos políticos do Brasil nos últimos anos no clipe “Prato do Dia”

Caverjets contextualiza acontecimentos políticos do Brasil nos últimos anos no clipe “Prato do Dia”

Fazendo da sua música um posicionamento político, o grupo carioca Caverjets lança mais um clipe de seu álbum de estreia “O Manifesto Caverjético” mesclando letras ácidas com imagens dos últimos acontecimentos que nos trouxeram ao ponto em que estamos hoje no Brasil. “Prato do Dia” está disponível nas plataformas de streaming e o clipe, no canal de YouTube da banda.

O bom humor já é inerente aos clipes da Caverjets, que em 2020 chamou atenção com o impactante “Pequenas Igrejas, Grandes Negócios”, estrelado pelo comediante Apóstolo Arnaldo. Porém a banda não banaliza questões de grande impacto social que permeiam suas letras – exemplo de “Uzbequistão”, com uma forte mensagem antifascista e trazendo à tona a discussão da legalização da maconha recreativa e medicinal. Agora, a banda fala de quem sai perdendo no cabo de guerra político: o povo.

“‘Prato do Dia’, sem dúvidas, é uma das mensagens mais fortes do disco e fala sobre o período de eleições de 2018 e ao golpe parlamentar que ocorreu no Brasil. A música comenta sobre polarização político-social. Usando termos como ‘coxinha’’ e ‘mortadela’, a letra ilustra todo a bizarrice política que nos levou até aqui, onde no final das contas quem paga o preço é o pobre e população que já sofre decorrente a desigualdade social e ao jogo de poder que segrega e mutila o trabalhador”, resume o vocalista Xandão do Rock.

O projeto começou a ser gestado em 2019 como uma evolução de sua carreira solo, com a ideia de transitar por diversas facetas da história do rock n’ roll, indo do blues ao rockabilly passando pelo ska, punk, hardcore e hard rock. No início da produção musical com Vicente Barroso, que por um tempo foi baixista dos Caverjets, o projeto começou a se consolidar em seu conceito de forma orgânica até chegar na formação atual com Guilherme Vaz (guitarra), Vitor Vieira (baixo), Lívio Medeiros (bateria) e Tainá Garmendia (backing vocal), além do vocal de Xandão.

Intitulado de “O Manifesto Caverjético”, o álbum de 13 faixas foi produzido por Barroso com o guitarrista Guilherme Vaz e foi gravado, mixado e co-produzido por Raphael Dieguez no lendário estúdio Toca do Bandido, com masterização em fita analógica pelo estúdio ForestLab.

Rádio Putzgrila

Rádio Putzgrila

A Putzgrila é um veículo de rock consolidado na internet, com mais de 14 anos de programação ao vivo, transmissões de festivais, notícias, lançamentos e cobertura de shows nacionais e internacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × cinco =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.