Zakk Wylde está de volta: entrevista exclusiva com o guitarrista!

O guitarrista Zakk Wylde com um de seus ‘brinquedos’

 

O guitarrista Zakk Wylde e sua banda Black Label Society (BLS) estão com retorno marcado para Porto Alegre. O músico que construiu parte de sua história ao lado do madman Ozzy Osbourne tocará novamente na Capital gaúcha na próxima terça-feira, 20 de novembro, no Opinião (mesmo palco no qual tocou em seu debut por aqui).  E a expectativa é grande! Afinal, se a primeira impressão é a que fica, Zakk e seus comparsas estão muito bem credenciados para voltar. Isso porque o BLS fez uma apresentação impecável, com casa praticamente lotada, em agosto de 2011.

A nova passagem por estes lados faz parte da turnê “Order of the Black 2012”, giro que pega emprestado o nome do então mais recente trabalho de inéditas do grupo norte-americano, lançado em 2010. Antes de trazer outra vez seus poderosos riffs de guitarra para a cidade, Zakk concedeu uma entrevista para a rádio Putz Grila. Por telefone, direto do México – onde fez show um dia antes -, ele falou sobre sua banda, outros projetos e fofocas do mundo do rock pesado. Confiram!

Em agosto de 2011, você tocou em Porto Alegre para um Opinião lotado. Lembra disso?

Zakk Wylde – Sim, nós nos divertimos muito. Sempre que vamos para a América do Sul nos divertimos muito. O show de ontem (na cidade México) estava muito bom, dando início a essa turnê latino-americana. É demais!

E como está sendo essa turnê atual?

Zakk Wylde – Bom, nós estamos na estrada há 2 anos e está sendo muito bom.

Este ano você lançou um livro chamado Bringing Metal to the Children. De onde veio a ideia e como foi a recepção do público?

Zakk Wylde – É um livro despretensioso e bobo, no qual eu e um amigo estamos sentados em um bar discutindo como o mercado da música é ridículo. Dissemos que tínhamos que escrever um livro algum dia, e finalmente fizemos!

Você pensa em lançar outro livro no futuro?

Zakk Wylde – Sim, por que não?! Como estou sempre em turnê, sempre haverá coisas engraçadas acontecendo.

Seu último álbum foi lançado há dois anos atrás. Como foi o processo de criação dele?

Zakk Wylde – Nós curtimos muito fazer o Order of the Black (2010) e acabamos fazendo outro disco com chamado The Song Remains Not the Same  (2011) com novas versões e releituras acústicas das músicas pesadas do trabalho anterior. Isso  é sempre muito divertido, pois fazem as músicas não parecerem sempre as mesmas. Provavelmente no final de 2013 estaremos começando a trabalhar no novo disco.

Há rumores de que você poderia substituir Dimebag Darrell em um suposto retorno do Pantera. É verdade?

Zakk Wylde – Bem, as pessoas falam coisas, mas até agora não chegou nada para mim. É claro que, se algum dia vierem falar comigo para honrar o lugar de Dimebag, certamente eu o faria. Por que não?! Mas isso é com eles. Se eles decidissem fazer algo assim e me convidassem, eu ficaria honrado.

Como você escolhe as músicas para o setlist dos show na América do Sul? São músicas de toda a carreira do Black Label Society?

Zakk Wylde –  Sim, o setlist tem coisas desde o primeiro álbum. Tem também algumas canções que não tocamos há muitos anos, lá do começo, e que o pessoal achou que seria divertido tocá-las.

Vocês mudam o repertório de show para show?

Zakk Wylde – Não. Uma vez que escolhemos as faixas mantemos o repertório, pois implica em muitas mudanças. Assim todo mundo sabe o que está fazendo. Afinações e regulagens mudam. Preferimos manter uma linha. Não é como entrar em um clube e sair tocando as músicas.

Por favor, convide seu fãs para o show em Porto Alegre e também para as demais apresentações pela América do Sul!

Zakk Wylde – Para todos os fãs de Black Label na América do Sul, que Deus os abençoe e estamos ansiosos para ver todos vocês!Entrevista por Homero Pivotto Jr.

Tradução e transcrição por Daniel Crawshaw-Pellin

Rádio Putzgrila

Rádio Putzgrila

A Putzgrila é um veículo de rock consolidado na internet, com mais de 13 anos de programação ao vivo, transmissões de festivais, notícias, lançamentos e cobertura de shows nacionais e internacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 4 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.