um Salve ao Festival Rock Gaúcho! :)

Festival Rock Gaúcho atrai bom público no Auditório Araújo Vianna em sua primeira noite.

Texto por: Pedro Loss e fotos by Alex Vitola

O primeiro dia do Festival Rock Gaúcho foi realizado no último sábado (23), com um bom público.

No intervalo das apresentações principais no tradicional palco do Araújo Vianna, nomes novos da cena gaúcha deram uma pequena amostra de seus trabalhos, muito brevemente – uma pena – em dois minis palcos alternativos colocados ao lado, “colados”, ao palco principal: Fantomaticos, Los Marias, Le Batilli, Lara Rossato e Akeem, todos, na minha opinião, poderiam tocar em qualquer palco principal e fazer um verdadeiro show, com mais tempo, gostei de todos, já conhecia o trabalho ao vivo de Le Batilli e Lara Rossato, ambos, também tive a grata oportunidade de entrevistar no programa POA Rock aqui da rádio Putzgrila.

Los Marias 

 

Quem abriu a noite no palco principal foi a banda Poetas e Boêmios, de Vacaria, que apresentou suas faixas, como “Das Coisas que Não Consigo Ver”, “O Quarto” e “Na Sua Casa”. Como primeira apresentação do festival, a banda “ligou” o público, arrancando aplausos. A seguir foi a fez da Pedra de Roseta, que fazendo jus ao nome é uma verdadeira pedrada musical.

Le Batilli

 

Vera Loca veio a seguir e foi a primeira banda da noite a empolgar de verdade e levantar a galera com hits como Borracho y Loco, Graffiti, Aos Meus Amigos e Cuidado Ana.

Nei Van Soria, foi o próximo a subir no palco principal, ele, idealizador do Festival, esta de parabéns pela iniciativa deste evento, fomentar, cada vez mais a cena, dando espaço para novos nomes é preciso e necessário. A cultura e a cidade agradecem. Na apresentação, entre as novidades e os seus clássicos de sua trajetória solo e com as bandas, ele tocou uma versão delicada e acústica de Lobo da Estepe, de Os Cascavelletes, em homenagem a Jupiter Apple, morto em 2015. “Como eu queria que o Flávio estivesse aqui esta noite”, disse ao fim da música, sendo ovacionado pelo público. O show encerrou com o clássico “Sob Um Céu de Blues” com boa parte do público cantando junto.

Nei Van Soria

Depois de Nei, Papas da Língua animou o Araújo Viana com seus hits – como Eu Sei, Vem Pra Cá, Um Dia de Sol. Durante o show, Serginho tocou uma palinha de Toda Forma de Amor, de Lulu Santos, e proferiu duras palavras ao juiz federal da 14ª Vara do Distrito Federal Waldemar Cláudio de Carvalho, que concedeu uma liminar na última semana abrindo brecha para que psicólogos ofereçam a terapia de reversão sexual, conhecida como cura gay. Mais pontos para Serginho.

Lara Rossato

 

O encerramento da primeira noite do Festival Rock Gaúcho ficou a cargo da “melhor banda da Auxiliadora”, como brincou Duka Leindecker e Humberto Gessinger, o dueto Pouca Vogal. No repertório, a dupla combinou canções da dupla com hits das bandas Cidadão Quem e Engenheiros do Hawaii. Do começo ao fim do show, a grande maioria do público cantou com a dupla.

Le Batilli e Pedro Loss 

 

Mais rock gaúcho no domingo

No domingo, dia 24, segundo dia do Festival Rock Gaúcho, infelizmente não pude comparecer por estar envolvido na produção do PicNic Cultural no Museu, a line up foi a seguinte:

Grandfúria, Théo Dorneles, Doris Encrenqueira, Calibre, Rosa Tattooada, Pondera, Cachorro Grande, Two Step Flow, Nenhum de Nós, Jéf e Armandinho.

Related posts

Leave a Comment

8 + dezenove =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.