TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA CURTIR O NOITE DOS MUSEUS (em Porto Alegre) NESTE SÁBADO

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA CURTIR O NOITE DOS MUSEUS NESTE SÁBADO

Em sua terceira edição, o projeto abrirá 12 espaços culturais de Porto Alegre levando uma programação musical diferenciada para dentro e fora dos museus. Confira abaixo as exposições que estarão em cartaz em cada um dos espaços, o horários dos shows, as linhas de ônibus e os pontos de retirada de bicicletas para montar seu roteiro

Porto Alegre se prepara para receber mais uma maratona cultural inesquecível neste sábado, dia 19 de maio, durante a terceira edição do Noite dos Museus. Das 19h até à 1h, o projeto manterá abertos e com iluminação temática 12 espaços culturais da capital, levando cerca de 50 apresentações musicais para dentro e fora dos museus, além de movimentar o entorno dos locais com diversas opções gastronômicas e milhares de pessoas circulando pela cidade.

 

“Na medida que os anos passam, o Noite dos Museus vai ficando cada vez mais complexo. Maior número de museus, de espaços públicos ocupados culturalmente, de intervenções artísticas, de pessoas e de responsabilidades”, explica Rodrigo Nascimento, idealizador do evento no Brasil, se referindo à ampliação do projeto, que terá dois museus a mais no circuito de visitação neste ano e o acréscimo de uma hora na duração.

 

O Noite dos Museus terá monitores em todos os espaços, para orientar e auxiliar portadores de deficiência e/ou com mobilidade reduzida e idosos, reforçando a acessibilidade ao evento. As equipes que estarão nos centros culturais auxiliando o público são formadas por voluntários que se candidataram espontaneamente para participar.

 

Nesta nova edição, o projeto ocupa mais uma vez a cidade da Zona Sul a Zona Norte, com espaços que se concentram no Centro Histórico, passando também pelos bairros Bom Fim, Cidade Baixa, Independência, Santana e Cristal. No roteiro estão os dois novos integrantes, Museu da Comunicação Hipólito José da Costa Museu do Centro Histórico Cultural Santa Casa, e os outros dez locais que já abrigaram o evento: Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Museu de Arte Contemporânea, Pinacoteca Ruben Berta, Memorial do Rio Grande do Sul, Instituto Goethe, Museu de Porto Alegre, Planetário, Museu da UFRGS, Fundação Iberê Camargo e Museu Júlio de Castilhos.

 

Com curadoria musical assinada pela Rompecabezas, o projeto mantém o repertório eclético e que valoriza a produção musical gaúcha. A programação terá pocket shows de Paulo InchauspeTiago RinaldiPaola KirstFelipe AzevedoMarcelo Fruet, Marcelo Delacroix,  Simone Rasslan & Kiti SantosQuinteto Le Donne NobiliNaquele TempoTrês MariasIrish FellasMezz Organ Qu4rtetFunkalister, Rodrigo NassifThiago ColomboYangosDuo NascenteSamuca do AcordeonCamerata Violões de PortoBatuque de CordasDunia Elias & Luciano MaiaAriel Polycarpo & Daniel BenitzOrquestra de Violoncelos Jean-Jacques PagnotOlinda AlessandriniKula JazzNeto FagundesEduardo PittaSex teto GaúchoLorenzo Tassinari & BandaAle Ravanello Blues ComboLuciano LeãesThiago RamilValente e Irish Fellas.

 

Excepcionalmente neste ano, o MARGS e o Memorial não abrigarão as performances musicais, já que ambos estão acolhendo atualmente as obras da 11a Bienal do Mercosul. Nestes dois espaços, a programação musical acontecerá na Praça da Alfândega, com apresentações de Akeem MusicJoão Maldonado QuartetoGustavo Telles & Os Escolhidos e uma grande jam session com artistas participantes desta edição ao final da noite. No local, ainda haverá opções gastronômicas, além de diversas cervejarias locais, assim como no Museu da UFRGSPlanetárioMuseu Júlio de CastilhosCasa de Cultura Mário Quintana e na Fundação Iberê Camargo.

 

Durante o evento, a Linha Turismo terá um roteiro especial para o público, passando por nove museus participantes. Haverá três ônibus saindo do Museu da UFRGS em diversos horários a partir das 19h. Os bilhetes para o passeio devem ser adquiridos no momento do embarque e custam R$ 30 no valor inteiro e R$ 15 para crianças de 3 a 12 anos, idosos e estudantes – desde que seja comprovado o direito ao benefício da meia-entrada com apresentação do RG e da carteirinha da UNE. Será possível embarcar e desembarcar em qualquer um dos pontos de parada.

 

A terceira edição do Noite dos Museus, apresentado pelo Ministério da Cultura e a Rompecabezas, tem patrocínio de PrevisulBanrisul e Enerfin, apoio de Sulgás e Banco DLL, e apoio institucional da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul, da Prefeitura de Porto Alegre e do Sistema Estadual de Museus.

 

Confira abaixo a programação musical completa que cada espaço receberá, as informações sobre as exposições em cartaz nos museus, além das linhas de ônibus e pontos para retirada de bicicleta disponíveis em cada local. Monte seu roteiro e participe dessa maratona cultural.

 

 

SERVIÇO

NOITE DOS MUSEUS 2018

Dia 19 de maio

Sábado, das 19h à 1h

Entrada franca em todos os museus

Classificação: livre

 

Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul – MACRS

Endereço: Rua dos Andradas, 736 (6º andar da Casa de Cultura Mario Quintana) – Centro Histórico

Linha de ônibus: C11

Bike Poa:  Casa de Cultura Mário Quintana

Exposição em cartaz: Insulares – Com curadoria de Ana Zavadil e Letícia Lau, tem Mário Röhnelt como artista homenageado, e um conjunto das obras que auxiliam na construção de uma identidade da arte rio-grandense, preservando a diversidade cultural e a singularidade de cada poética artística, única e rica em significados.

Programação musical

19h30 – Paulo Inchauspe – Apesar de sempre ter seu nome associado ao rádio, ele sempre foi, antes de qualquer coisa, um músico, essencialmente um guitarrista. Entre diversas atuações, integrou a banda ManiMani, projeto com Luciano Leindecker e Caio Girardi. Seu primeiro trabalho solo, o EP Amigo Imaginário, tem uma roupagem surpreendentemente pop rock.

21h00 – Tiago Rinaldi – Cantor e compositor. Integrou a banda Sonoros Meliantes, no espetáculo Platão dois em um, sob a direção de Luciano Alabarse. Seu primeiro trabalho solo foi o show Canção para Voar, dirigido por Carlos Badia. Em 2013, fez a abertura do show Thick as a Brick, de Ian Anderson, em Porto Alegre.

22h30 – Paola Kirst – Percussionista, performer e cantautora, busca traçar uma trajetória de experimentação para o uso do corpo e da voz como instrumento de expressão poética. Seu trabalho autoral bebe da fonte do samba às vertentes jazzistas, com  canções que abordam o cotidiano vivenciado pelo olhar feminino, experimental e faminto de uma artista.

23h30 – Akeem Music – Liderada pelo vocalista e multiinstrumentista Akeem Delanhesi, a banda tem ganhado destaque com suas músicas que misturam vaporwave, indie e folk. Seu primeiro álbum foi masterizado por Darwin Merwan Smith, frontman da banda Darwin Deez. Em abril do ano passado, fizeram uma turnê pela Califórnia, e tocaram em diversos lugares referências, como The Viper Room e o tradicional Whisky a Go Go.

Pinacoteca Ruben Berta

Endereço: Rua Duque de Caxias, 973 – Centro Histórico

Linhas de ônibus: C11 e C31

Bike Poa: Museu Júlio de Castilhos

Exposição em cartaz: O Tempo das Coisas – módulo 2 – Com curadoria de Francisco Dalcol, reúne artistas brasileiros contemporâneos em diálogo com obras da Pinacoteca Ruben Berta e com o espaço arquitetônico do casarão. Alguns dos trabalhos são inéditos e foram desenvolvidos especialmente para a exposição. Esta é a segunda parte do projeto curatorial O Tempo das Coisas cujo primeiro módulo está em cartaz na Pinacoteca Aldo Locatelli. Artistas: Antônio Augusto Bueno, Bruno Borne, Frantz, Fyodor Pavlov-Andreevich, Ío, Túlio Pinto e obras da Pinacoteca Ruben Berta.

Programação musical

19h00 – Duo Nascente  Com instrumentos singulares, representativos de diferentes culturas, que se manifestam através de música brasileira, indiana, árabe, persa e sefardita – Angelo Primon e Fernando Mattos desenvolvem estruturas musicais autorais e improvisadas de maneira vibrante e viva, com aspectos da nossa ancestralidade e processos criativos sem fronteiras.

20h30 – Quinteto Le Donne Nobili  Grupo feminino formado por Ângela Diel (mezzo soprano), Rosimari Oliveira (soprano), Brigitta Caloni (violino), Milene Aliverti (cello) e Liliana Michaelsen (piano). Tem em seu repertório árias e duetos de óperas, além de compositores do período barroco e romântico, como Purcell, Bach, Tartini, Handel, Puccini e Schubert.

22h00 – Samuca do Acordeon – Um dos mais notórios e premiados acordeonistas da nova geração de músicos do Rio Grande do Sul. Professor de acordeon e oficinas de choro, já atuou no Festival de Música de Londrina, Festival Música de la Tierra (Montevidéu) e Festival Internacional Sesc de Música de Pelotas, entre outros. Atualmente é o único acordeonista com um trabalho voltado exclusivamente para o choro no Sul do país.

23h30 – Camerata Violões de Porto – Mini-orquestra formada por oito violonistas profissionais da música de concerto de Porto Alegre. Interpreta do barroco ao contemporâneo de diversos cantos do mundo, apresentando a sonoridade do violão para além do formato solo ou de acompanhamento, inovando com cores, intensidade e performance. Participação especial da bailarina e concertista de castanholas Ana Medeiros.

Museu de Porto Alegre Joaquim José Felizardo

Endereço: Rua João Alfredo, 582 – Cidade Baixa

Linha de ônibus: C31

Bike Poa: Rua da República e Rua Alberto Torres

Exposições em cartaz: O Solar que virou Museu – memórias e histórias – Onde são exploradas as transformações sofridas pela edificação e trajetória dos indivíduos que a ela se relacionaram. Transformações Urbanas: Porto Alegre de Montaury a Loureiro – Dedicada às mudanças no espaço da cidade. A Banda e a Cidade – Dedicada à Banda Municipal de Porto Alegre, com antigos uniformes, instrumentos musicais da primeira formação, como o fagote e o trompete, além de partituras e imagens.

Programação musical

19h00 – Grupo Naquele Tempo  Impulsionado pela força do choro, que carrega consigo toda a alegria e tristeza, toda a malandragem, toda a sensibilidade e toda a riqueza da expressão brasileira,  o grupo toca nas ruas da cidade, como forma de divulgar esse gênero ao máximo de pessoas possível. É formado por Alexandre dos Santos (violão 7), Vorô Silva (cavaquinho), Eduardo Rukat (cavaquinho), Stefania Johnson (flauta transversal), João Aquino (violão 6), Maicon Ouriques (percussão) e Thayan Martins (pandeiro).

20h30 – Sexteto Gaúcho – Formado por Mathias Pinto (violão 7 cordas), Alexandre Susin (cavaquinho), Guilherme Sanches (pandeiro), Lucian Krolow (flauta), Samuca do Acordeon e Elias Barboza (Bandolim), o grupo apresenta sonoridade tradicional dos conjuntos brasileiros de choro com composições contemporâneas próprias.

22h00 – Eduardo Pitta – Sambista com longa trajetória, atuando em Porto Alegre, Rio e São Paulo. Participou do CD/DVD “néditas de Adoniran Barbosa na voz de grandes artistas – coletânea que traz no elenco nomes como Ney Matogrosso, Criolo e Fernanda Takai. Em 2017 lançou o EP Pé no samba, gravado no estúdio Grita Music, produzido por Henri Lentino e Pitta.

23h30 – Felipe Azevedo  Premiado compositor, violonista e cantor, participou de vários festivais de música nacionais e internacionais como os suíços Fête multiculturelle, Festival des Cropettes, Festival de La Cité , o francês L’air Du Temps e o norueguês Johan Halvorsen musikkfest. Já dividiu palco com artistas como Guinga, Hermeto Pascoal, Ulisses Rocha, Consuelo de Paula, Gastón Rodriguez e Olivier Forel, entre outros.

Planetário Professor José Baptista Pereira

Endereço: Av. Ipiranga, 2000 – Santana

Linhas de ônibus: 3973, 343, 353, 3943, 3983, T1, T3, T39 e T6

Bike Poa: Campus Saúde UFRGS

Programação em cartaz: Sessões ao vivo na cúpula mostrando o céu de Porto Alegre e os astros visíveis durante o Noite dos Museus e as noites do outono a caminho do inverno, com destaque para as constelações e os planetas. A reprodução do céu é possível graças ao projetor Spacemaster do Planetário que simula, numa cúpula em 360º, os céus dos hemisférios sul e norte celeste com mais de 7 mil estrelas, planetas, Sol e Lua.

Programação musical

19h30 – Neto Fagundes – A voz e a imagem do gaúcho moderno são suas marcas no palco, em frente às câmeras, no rádio e em eventos. O contato com a diversidade cultural da fronteira e a experiência adquirida nos festivais nativistas tornaram Neto um dos principais cantores da música gaúcha acumulando prêmios e destaque na mídia.

21h00 – Cuidado Que Mancha – Grupo com mais de 20 anos de carreira dedicados ao público infantil com uma mistura de emoção, diversão e muita música. Apresenta Quem Não Dança Balança a Criança, trecho do premiado espetáculo de músicas e brincadeiras para crianças, que envolvem a plateia em coreografias, trava-língua e canções.

22h30 – Três Marias – Percorrem uma caminhada de valorização e empoderamento das mulheres na música, no toque dos tambores e no protagonismo das brincadeiras e tradições populares. No repertório, trabalho autoral do grupo com algumas parcerias e passeia por tradições como capoeira angola, jongo, forró de rabeca, bumba meu boi, samba, afoxé e samba de coco.

23h30 – Rodrigo Nassif – Hoje considerado uma referência na música instrumental brasileira, seu álbum Todos os dias serão outono figurou em primeiro lugar entre os mais vendidos da iTunes Store, na categoria Instrumental. Mescla elementos da música latina como o tango-milonga e o candombe com a linguagem do rock, do hip-hop em um trabalho autoral de forte repercussão.

Museu da UFRGS

Endereço: Av. Osvaldo Aranha, 277 – Bom Fim

Linhas de ônibus: 273, 2731, 2732, 2733, 2733, 397, 3973, 255, 2551, 343, 297, 282, 282, 276, 2723, 360, 353, 394, 3943, 3941, 2722, 272, 2721, T7, 2821, M76,  R21, R321,244, 2441, 346, 3462, 176, 1761 e TR31

Bike Poa: Arquitetura UFRGS e Rua Barros Cassal

Exposições em cartaz: Paisagens da memória: cidades e corpos em movimento – Com curadoria do Museu da UFRGS e do CEME, apresenta o esporte em suas múltiplas modalidades. Imagens históricas e objetos colecionáveis, procuram suscitar a reflexão em torno do esporte como prática de lazer, de rendimento, de distinção social e de apropriação do espaço público. Imensa Mente – Caminhos da Saúde Mental – Do Existir ao Resistir – Exposição curricular do Curso de Museologia da UFRGS, apresenta recortes com foco na percepção da normalidade diante da sociedade; a evolução histórico-temporal da Saúde Mental e sua construção social, bem como sua institucionalização.

Programação musical

19h00 – Thiago Ramil – Cantor e compositor gaúcho, teve seu álbum de estreia Leve Embora, indicado ao 17º Latin Grammy Awards, na categoria Melhor Álbum Pop. Em Porto Alegre, recebeu o Prêmio Açorianos de Música 2016, nas categorias de Artista Revelação e Melhor Intérprete de Gênero Pop.

20h30 – Luciano Leães – Considerado um dos principais pianistas de blues do país, fez diversas turnês em New Orleans apresentando seu trabalho mais recente The Power of Love. Já dividiu o palco com lendas do blues como Carey Bell, John Primer, Larry McCray, Little Jimmy King, entre outros.

22h00 – Valente – Formada por Raoni Forian (guitarra e voz), Raynê Forian (piano, teclado e sintetizadores), Marcelo Koch (bateria) e Raoní Santos (baixo), tem fortes referências de nomes como The Beatles, Radiohead e Jeff Buckley, entre outros. Tem sido destaque em festivais pelo pais, e foi finalista do programa SuperStar, da Rede Globo.

23h30 – Irish Fellas – Grupo de música tradicional irlandesa, destaca-se pela variedade e riqueza das práticas sonoras, incorporando suas identidades individuais na construção da sua sonoridade. Apresentou-se no Rock In Rio (2013), e seu primeiro álbum, Come South Alone The Road, foi indicado ao Prêmio Açorianos de Música, e elogiado pela crítica no Brasil e no exterior.

Fundação Iberê Camargo

Endereço: Av. Padre Cacique, 2000 – Cristal

Linhas de ônibus: 188, 168, 173, 165, 1112, 184, 1841, 186, 1861, M79, 187, 171, 110, 1101, 111, 1111, 179, 176, 1795 e 1761

Bike Poa: Fundação Iberê Camargo e BarraShopping Sul

Exposições em cartaz: Avesso – Ação-instalação dos artistas Andressa Cantergiani e Maurício Ianês, que pretende tornar visíveis as estruturas, trabalhadores e visitantes da FIC. Propõe um questionamento sobre como as relações são criadas dentro de um espaço institucional artístico, ampliando e revelando as possibilidades de criação de forma coletiva e transparente.  Moderna para Sempre – Fotografia Modernista Brasileira na Coleção Itaú Cultural – A mostra, que será inaugurada dia 19 maio, soma 144 imagens de mestres da fotografia produzida no país. Com curadoria do fotógrafo e pesquisador Iatã Cannabrava, a exposição tem foco nos trabalhos dos membros do Foto Cine Clube Bandeirante e de outros do movimento modernista, que, em conjunto, contribuíram para a cultura e identidade brasileiras.

Programação musical

19h00 – Batuque de Cordas – Os violões de Vinícius Correa e Claudio Veiga compõem uma intensa trama musical cheia de timbres, ritmos e melodias. O duo construiu uma sólida trajetória desde seu primeiro CD, aclamado com o Prêmio Açorianos de Melhor Grupo de Música Instrumental e Melhor CD Instrumental. Tem intensa participação em festivais como Fête de la Musique, em Genebra/Suíça, Circuito SESI de Música em São Paulo, e Fiesta Mundial em Balen/Bélgica, entre outros.

20h30 – Olinda Alessandrini – Uma das mais destacadas pianistas do Sul do pais, Olinda atua em recitais, música de câmara ou como solista em orquestras e gravações. Participou de festivais internacionais, como o Festival de Piano de Heidelberg, na Alemanha, e o Festival Internacional do Piano de Savona, na Itália. Gravou CDs dedicados a obras de Villa-Lobos, Radamés Gnattali e Araújo Vianna.

22h00 – Dunia Elias & Luciano Maia – Pianista clássica de formação e compositora com intensa trajetória na cena musical rio-grandense, que inclui música de câmara, instrumental popular, solista com orquestra, composições próprias, Dunia conta com diversos prêmios conquistados. Luciano é um dos mais respeitados e premiados acordeonistas do sul do país na atualidade, possui nove discos lançados e já representou a música gaúcha em importantes projetos musicais no Brasil e na Europa. 

23h00 – Duo Nascente  Com instrumentos singulares, representativos de diferentes culturas, que se manifestam através de música brasileira, indiana, árabe, persa e sefardita – Angelo Primon e Fernando Mattos desenvolvem estruturas musicais autorais e improvisadas de maneira vibrante e viva, com aspectos da nossa ancestralidade e processos criativos sem fronteiras.

Museu Júlio de Castilhos

Endereço: Rua Duque de Caxias, 1205 – Centro

Linhas de ônibus: C11 e C31

Bike Poa: Museu Júlio de Castilhos

Exposições em cartaz: 130 anos da Lei Áurea – Artigos Abolicionistas escritos  por Julio de Castilhos. O Saci – Resistência Cultural Através das Diferentes Perspectivas das Lendas sobre o personagem Saci. Exposição CEC – Roni Leal – Parceria com o Conselho Estadual de Cultura.

Programação musical

19h30 – Lorenzo Tassinari & Banda – Um dos novos nomes do cenário do blues, é claramente influenciado por grande nomes da guitarra como Eric Clapton, Jimmy Hendrix, B.B. King e Robben Ford. Suas apresentações, com trabalho autoral, misturam elementos de blues, rock, jazz, funk e country. Estará acompanhando de Ricardo Lannes (bateria), Diego Vogt (teclados) e Samuel Bolacel (baixo).

21h00 – Ale Ravanello Blues Combo – Ale Ravanello (harmônica e vocais), Sergio Selbach (contrabaixo), Nicola Spolidoro (guitarra) e Clark Carballo (bateria) apresentam repertório que mistura clássicos dos grandes mestres da harmônica com temas recheados da animação e do swing dos anos 50 e 60. O grupo foi destaque em diversas edições do Mississippi Delta Blues Festival, no Buenos Aires Blues Festival 2009 e no 11º Encontro Internacional da Harmônica em São Paulo.

22h30 – Luciano Leães – Considerado um dos principais pianistas de blues do país, fez diversas turnês em New Orleans apresentando seu trabalho mais recente The Power of Love. Já dividiu o palco com lendas do blues como Carey Bell, John Primer, Larry McCray, Little Jimmy King, entre outros.

23h30 – Jam Session Blues – Uma mistura cheia de improvisos entre Lorenzo Tassinari & Banda, Ale Ravanello Blues Combo e Luciano Leães.

Goethe-Institut

Endereço: Rua 24 de Outubro, 112 – Moinhos de Vento

Linhas de ônibus: C4, T9, 510 e 520

Bike Poa: Parque Moinhos de Vento

Exposição em cartaz: Pixo/Grafite: Realidades Paralelas – Com curadoria de Laymert dos Santos, apresenta obras de Rafael Pixobomb (SP) e Amaro Abreu (POA), colocando em diálogo duas produções artísticas que se fundamentam em diferentes concepções sobre o modo de intervenção no espaço urbano e arquitetônico através de vídeos, pinturas, gravuras e desenhos na galeria interna e também uma intervenção no muro do Instituto.

Programação musical

19h30 – Marcelo Fruet  Como líder da banda Os Cozinheiros, o músico já rodou o mundo em festivais pelos EUA, Japão e Brasil, com diversas premiações. Fruet é membro da AES (Audio Engineering Society) e da The Latin Recording Academy -Grammy Latino. Com um violão de aço, um violão de nylon e muitos efeitos sonoros, faz apresentação solo com músicas de seu primeiro álbum, O Som do Fim ou Tanto Faz, e do disco AIÓN.

21h00 – Simone Rasslan & Kiti Santos – Formada em Música pela UFRGS, reconhecida musicista, cantora e compositora, Simone atua de forma intensa no meio artístico musical e teatral. Junto com a cantora e instrumentista Kiti Santos – sua parceira musical há mais de 20 anos – apresentam trabalho autoral, com composições novas e outras músicas em parceria também com outros músicos.

22h30 – Paulo Inchauspe – Apesar de sempre ter seu nome associado ao rádio, ele sempre foi, antes de qualquer coisa, um músico, essencialmente um guitarrista. Entre diversas atuações, integrou a banda ManiMani, projeto com Luciano Leindecker e Caio Girardi. Seu primeiro trabalho solo, o EP Amigo Imaginário, tem uma roupagem surpreendentemente pop rock.

23h30 – Marcelo Delacroix – Graduado em Musica pela UFRGS, tem quatro discos autorais gravados: Quebra CabeçaMarcelo DelacroixDepois do Raio e Canciones Cruzadas (em parceria com o uruguaio Dany López), pelos quais ganhou diversos prêmios. Apresenta uma prévia das músicas que estarão em seu novo álbum, intitulado Tresavento.

Museu da Comunicação Hipólito José da Costa

Endereço: Rua dos Andradas, 959 – Centro Histórico

Linha de ônibus: C31

Bike Poa: Casa de Cultura Mario Quintana e Praça da Alfândega

Exposição em cartaz: Instalado em prédio histórico, construído em 1922 para sediar o jornal republicano A Federação; e com importante papel na preservação da memória da comunicação social no Rio Grande do Sul, o museu disponibiliza ao público um rico acervo, que engloba periódicos, fotografias, vídeos, filmes, discos, material de propaganda, além de objetos e equipamentos. A instituição viabiliza importantes trabalhos na área da pesquisa historiográfica e diversos trabalhos acadêmicos.

Programação musical

19h00 – Mezz Organ Qu4rtet  Inspirados nos grupos de hammond dos anos 50/60 e embalados pelo ritmo e sonoridade do jazz, blues, R&B e boogaloo, os amigos Luciano Leães (hammond organ), Maurício Nader (guitarra e trumpete), Ronaldo Pereira (sax tenor) e Ronie Martinez (bateria) se reuniram para fazer música e homenagear nomes que admiram, sem perder a contemporaneidade e a autenticidade.

20h30 – Funkalister  Sua principal referência é a música negra, principalmente o funk dos anos 70, passando pelo rock, pelo jazz e chegando ao samba. A banda busca uma sonoridade típica das décadas de 60 e 70, com influências das obras de Eumir Deodato, João Donato, James Brown e Stevie Wonder.

22h00 – Yangos – Um dos grupos referência da música instrumental sul-brasileira, faz da união do piano, percussão, acordeon e violão um encontro potente, adicionando pitadas jazzísticas a milongas, chamamés e chacareras. Formado pelos músicos César Casara, Cristiano Klein, Rafael Scopel e Tomás Savaris.

23h30 – Kula Jazz – Franco Salvadoretti (flauta), Ronaldo Pereira (sax tenor); Ras Vicente (piano); Rodrigo Arnold (contrabaixo) e Martin Estevez (bateria) trazem seu som vibrante e orientalizado, pleno de elementos do spiritual jazz e com influência da música das mais diversas regiões do planeta, do hard pop aos ragas indianos. Seu primeiro álbum, de 2015, foi indicado à cinco categorias do Prêmio Açorianos de Música.

Museu Joaquim Francisco do Livramento – Centro Histórico-Cultural Santa Casa

Endereço: Av. Independência, 75 – Independência

Linhas de ônibus: 637, 608, T9, C11, 510, 637, 6371-1 e C4-1

Bike Poa: Arquitetura UFRGS e rua Barros Cassal

Exposições em cartaz: Fragmentos de uma história de todos nós – Com curadoria de Ceres Storchi, narra a história do mais antigo hospital do Estado, e inclui recursos comunicacionais para pessoas com deficiência visual e auditiva. Área Cinza – Artista e curadoria: Ricardo Fonseca – A expressão “área cinza” ou “zona cinzenta” refere-se à um contexto de incertezas e nebulosidade quanto aos seus reais sentidos. Série de desenhos que adota um processo construtivo híbrido, resultando em amálgamas de linguagens figurativas e abstratas. Arte Negra Parede Branca – Com curadoria de Ana Albani de Carvalho.  Interessado pelas palavras e seus significados, Estevão da Fontoura pesquisa as relações entre os nomes das coisas, sua função e seu significado, tensionando as relações de poder e as práticas sociais que sustentam a existência destes significados.

Programação musical

19h00 – Thiago Colombo – Premiado violonista, compositor e arranjador, é bacharel e mestre em música pela UFRGS. Já atuou como solista junto a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro e Orquestra da TV Cultura de São Paulo, entre outras. Em 2017, lançou Latin guitar connections, gravado nos estúdios da Bath Spa University, no Reino Unido.

20h30 – Camerata Violões de Porto – Mini-orquestra formada por oito violonistas profissionais da música de concerto de Porto Alegre. Interpreta do barroco ao contemporâneo de diversos cantos do mundo, apresentando a sonoridade do violão para além do formato solo ou de acompanhamento, inovando com cores, intensidade e performance. Participação especial da bailarina e concertista de castanholas Ana Medeiros.

22h00 – Orquestra de Violoncelos Jean-Jacques Pagnot – Grupo formado na extensão e graduação da UFRGS, sob a coordenação de Milene Aliverti, tem se destacado pela diversidade de estilos musicais, desde o clássico até a música popular brasileira. Seu nome é uma homenagem ao primeiro professor de Violoncelo da universidade, que veio da França para atuar na cidade.

23h00 – Ariel Polycarpo & Daniel Benitz – Polycarpo (violino) é mestre em performance pela Universidade da Geórgia, e foi um dos convidados, em 2016, do Programa Jovens Artistas do Britten-Pears da Inglaterra. Daniel (piano) é graduado pela UFRGS e tem mestrado pelas universidades do Colorado e de Pittsburg.

 

Museu de Arte do Rio Grande do Sul – MARGS e Memorial do Rio Grande do Sul

Endereço: Praça da Alfândega – Centro Histórico

Linhas de ônibus: A03, A02, 188, 397, 4933, C31, 376, 360, 4934, 492, 4921, 178, 349 e TR31

Bike Poa: Praça da Alfândega

Exposições em cartaz: 11ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul – Sob o título O Triângulo Atlântico, pretende lançar um olhar sobre o triângulo que, há mais de 500 anos, interliga os destinos da América, da África e da Europa. Tendo como base os referenciais históricos elencados durante a preparação da mostra, o projeto curatorial conta com obras e artistas oriundos dos três continentes que compõem o triângulo atlântico.

No MARGS obras de: André Severo, Arjan Martins, Camila Soato, Gustavo von Ha, Juliana Stein, Letícia Lampert, Leticia Ramos, Lunara, Miguel Rio Branco, Romy Pocztaruk, Alonso + Craciun, J.Pavel Herrera, Mónica Millán, Leonce Raphael Agbodjelou, Faig Ahmed, Randa Maroufi, Iris Buchholz Chocolate, Martha Atienza, Vasco Araújo, Adad Hannah e Melvin Edwards.

No Memorial obras de: Anna Azevedo, Igor Vidor & Yuri Firmeza, Jaime Lauriano, Paulo Nimer Pjota, Sonia Gomes, Vivian Caccuri, Zanele Muholi, Andréas Lang, Edinson Javier Quiñones, Hector Zamora, Mario Pfeifer, Luis Camnitzer & Gabo Camnitzer e Marco Montiel-Soto.

Outras exposições no Memorial: No 2o andar (anexo da Sala Múltiplos Usos): Projeto Mês a Mês na História – Documentos originais do acervo com conteúdos de interesse da comunidade sobre a história do RS e do Brasil. Projeto Africanidades – Exposição fotográfica de edição 2017 do projeto. Na Sala Histórica dos Correios: Coleção de objetos e equipamentos que contam a história dos Correios e da comunicação no Brasil. No Espaço Cultural Correios (térreo), Portfólio: fotógrafos – com o trabalho de fotógrafos atuantes na cena cultural e artística de Porto Alegre, apresenta um mosaico plural, no qual os profissionais celebram suas diferenças estéticas e conceituais. Artistas: Adela Bálsamo Armando, Alexandr e Eckert, Ana Luisa Bratkowski, Bia Donelli, Carlinhos Rodrigues, Douglas Fischer, Fabrício Simões, Fernando Kluwe Dias, Fernando Pires, Flávio Wild, Gutemberg Ostemberg, Guto Monteiro, Heloisa da Costa Medeiros, Iara Tonidandel, Ivana Werner, Karla Santos, Leandro Facchini, Leonardo Kerkhoven, Lizandra Caon, Manoel Petry, Maris Strege, Nattan Carvalho, Paulo Mello, Pedro Antônio Heinrich, Rafael Karan, Sergio de Paula Ramos e Wanderlei Oliveira.

Programação musical externa na Praça da Alfândega

19h30 – Akeem Music – Liderada pelo vocalista e multiinstrumentista Akeem Delanhesi, a banda tem ganhado destaque com suas músicas que misturam vaporwave, indie e folk. Seu primeiro álbum foi masterizado por Darwin Merwan Smith, frontman da banda Darwin Deez. Em abril do ano passado, fizeram uma turnê pela Califórnia, e tocaram em diversos lugares referências, como The Viper Room e o tradicional Whisky a Go Go.

21h – João Maldonado Quarteto – O grupo surgiu em 2017 e, atualmente, tem em sua formação João Maldonado (piano), Gunter Kramm Junior (sax tenor), Cesar Audi (bateria) e Everson Vargas (contrabaixo acústico), todos da Brothers Orchestra.

22h30 – Gustavo Telles & Os Escolhidos – Compositor, cantor, multi-instrumentista e produtor, Gustavo Telles tem 16 anos de trajetória profissional. Foi fundador e ex-integrante da banda de rock instrumental Pata de Elefante e, em 2009, iniciou seu projeto solo, Gustavo Telles & Os Escolhidos que possui quatro álbuns lançados: Do seu amor, primeiro é você quem precisa (2010), Eu perdi o medo de errar (2013), Ao Vivo no Theatro São Pedro (2017) e Gustavo Telles & Os Escolhidos (2017). A sonoridade de seu trabalho tem como referência elementos do rock, folk, soul e blues. No entanto, as letras são influenciadas pelo samba de Cartola, Nelson Cavaquinho, Paulinho de Viola e Vinicius de Moraes, entre outros.

23h30 – Grande Jam – Uma confraternização musical entre artistas que participam desta edição do evento para encerrar a noite.

 

 

LINHA TURISMO NO NOITE DOS MUSEUS

 

Bilhetes

Serão adquiridos no ato do embarque, com pagamento em dinheiro.

Preço: R$ 30 inteiro

Descontos de 50% para:

· Crianças de 3 a 12 anos, com RG em mãos.

· Estudantes, com Carteira da UNE em mãos.

· Idosos, com RG em mãos.

 

Horários (pode haver alterações por causa do trânsito)

Saída sempre do Museu da UFRGS, mas é possível embarcar e desembarcar em qualquer um dos nove pontos de parada

 

Ônibus 1

19h até 20h30

20h50 até 21h20

21h40 até 23h10

23h30 até 1h

 

Ônibus 2

19h30 até 21h

21h20 até 22h50

23h10 até 00h40

 

Ônibus 3

20h até 21h30

21h50 até 23h20

23h40 até 1h10

 

Roteiro completo

Do Museu da UFRGS, na Av. Paulo Gama, segue reto pelo Túnel da Conceição, pegando a Rua da Conceição, dobra a esquerda na Av. Alberto Bins, sobe a esquerda na Rua Cel Vicente, dobra a direita na Av. Independência, segue pela Rua Prof. Annes Dias, contorna a Praça Dom Feliciano voltando pra Rua Prof. Annes Dias onde tem a Parada do Centro Histórico Cultural Santa Casa. Segue pela Av. Independência, dobra a direita na Rua Sarmento Leite e a direita na Av. Loureiro da Silva, indo até dobrar a direita na Rua Gen. Vasco Alves, dobra a direita na Rua Duque de Caxias seguindo até a Praça Marechal Deodoro (da Matriz), onde temos a Parada Pinacoteca e Museu Julio de Castilhos. Descendo pelo Largo João Amorim de Albuquerque, dobra à esquerda na Rua Riachuelo e segue, dobrando à direita na Rua Caldas Junior onde temos a parada do Museu de Comunicação Social Hipó lito José da Costa. Dobra à esquerda na Rua 7 de Setembro, onde tem a Parada no MACRS (CC Mario Quintana), segue até a Av. Pd Thome, dobra à direita e direita de novo na Rua Siqueira Campos onde tem a Parada MARGS e Memorial. Dobra à esquerda na Rua Cassiano Nascimento, esquerda na Av. Mauá e segue pela Av. Presidente João Goulart, Av. Loureiro da Silva, dobra à direita na Av. Augusto de Carvalho, contornando a Rótula das Cuias segue pela Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, dobra à esquerda na Av. Erico Verissimo (no retorno do ginásio Tesourinha) dobrando-a à esquerda, continuando pela Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, dobra à direita na Rua João Alfredo, onde tem a Parada do Museu Joaquim Felizardo. Segue reto e dobra à direita na Av. Loureiro da Silva e segue atè à Rua Eng. Luiz Englert, dobra à esquerda na Rua Paulo Gama onde tem a Parada do Museu da UF RGS.

 

Compartilhe:

Related posts

Leave a Comment

1 + 7 =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.