A passos largos com o som instrumental — Entrevista Daniel Mossmann (Pata de Elefante)

A passos largos com o som instrumental — Entrevista Daniel Mossmann (Pata de Elefante) Por Homero Pivotto Jr. Com acordes certeiros e execução precisa, a Pata de Elefante vem deixando sua marca no território da música instrumental brasileira. Desde que o bicho nasceu, em 2002, já foram quatro discos lançados e algumas honrarias sinalizando reconhecimento (de Video Music Brasil, da MTV, ao tradicional Prêmio Açorianos). Nesses 16 anos de caminhada, o grupo sempre pisou firme no ritmo do rock, porém, com pegadas estratégicas em elementos do jazz e do blues.…

Psilocibina estreia com 7 faixas de puro frenesi

Psilocibina estreia com 7 faixas de puro frenesi Power trio instrumental carioca apresenta seu primeiro álbum, que sairá em CD e LP em uma parceria entre a Abraxas Records e o selo alemão Electric Magic Após divulgar o single ‘LSD / Acid Jam’ no início deste ano, a Psilocibina lança agora o seu primeiro trabalho completo, o álbum homônimo composto por 7 faixas instrumentais calcadas na sonoridade mais pesada dos anos 70, mas que também transitam entre ritmos latinos e ancestrais e estruturas sonoras urbanas mais contemporâneas. O trabalho já está disponível…

Astro Venga lança clipe gravado na avenida Rio Branco, no RJ

O power trio carioca Astro Venga pertence às ruas. É entre multidões, o caos urbano e a selva de pedra que a banda transborda energia por meio do seu rock instrumental. A sinergia entre os músicos e a cidade é a tônica do videoclipe de ‘Lêmure’, gravado em pleno horário comercial no movimentado calçadão da avenida Rio Branco, no Rio de Janeiro. Confira a produção aqui: https://youtu.be/HM7uRRevnyU. ‘Lêmure’ é uma das músicas do disco de estreia do Astro Venga, ‘Transeunte’, lançado em novembro do ano passado pela Abraxas Records. O clipe…

Inaugurando nova fase, trio instrumental Aiure lança álbum

Este é um ano repleto de mudanças para a Aiure. Antes conhecida como Vintage Vantage, a banda decidiu alterar o nome que já a acompanhava há cinco anos. Após dois EPs, eles sintetizam toda a sua história no álbum de estreia homônimo, de 11 faixas. Feito em homenagem a um amigo, o disco e cada uma das canções simbolizam um período de um ciclo que se fecha. A sonoridade se amplifica conforme a banda evolui com o novo trabalho: trompete, percussão, baixo, guitarras e sintetizadores e até um coral. Tudo…