Pitty lança “MATRIZ”

Tem Bahia como nunca e tem rock como sempre no quinto álbum de estúdio de Pitty, mas, antes de colocar “MATRIZ” (Deck) para rodar, convém desmontar a “roqueira baiana Pitty”, conforme dizíamos, na falta de referências melhores, nos tempos de “Máscara”, os tempos dos prêmios da MTV Brasil, os tempos da menina de testa franzida se impondo no ambiente “testosteronado” do rock alternativo brasileiro do início dos anos 2000. Dezesseis anos depois, o que não nos falta são (boas) referências sobre ela: todos os hits, todos os mega-hits (“Me Adora”,…