Segunda edição do Projeto Garimpo ocorre neste sábado

Neste sábado, dia 14, às 21h, ocorre a segunda edição do Projeto Garimpo. Vamos receber três bandas com pouco tempo de atividade para mostrar seu trabalho autoral aqui no OCulto Club (Rua Moura Azevedo, 46). As bandas são Analepse (Canoas), Gabrre (Gramado) e Frukiiiii (Porto Alegre). Os ingressos são retirados na hora por R$15.

Projeto Garimpo é uma data em que a gente reserva só para mostrar algumas novidades da cena local. A ideia é valorizar e impulsionar os jovens que andam produzindo e fazendo som por aí. Tocar, compor, sair de casa, fazer show, dialogar com outros artistas, são inúmeras as tarefas de quem tem banda/projeto. E como dizem por aí “a melhor maneira de permanecer jovem é viver o presente” (essa a gente tirou de um livro, rsrs), então nada melhor do que apreciar os sons da juventude. E é essa a ideia do Projeto Garimpo.

SERVIÇO

Projeto Garimpo #2 com Analepse ▹Gabrre ▹ Frukiiiii
Sábado, 14 de março.
Casa abre às 21h.
Shows às 22h.
Ingresso na hora por R$15.

No OCulto Club (Rua Moura Azevedo, 46)

ANALEPSE

A banda Analepse é formada por Allison Locatelli e Christian Menezes, ambos nas guitarras, baixo, sintetizadores e vocais, e Marcio Schitezky na bateria. Em abril de 2019 lançaram seu primeiro trabalho, o EP “Cabeça Milenar”, com quatro músicas autorais – Fluxos Migratórios, Nimbo (Em Juncos), Rewamabe e Intralar – que remetem a conceitos como “evolução”, “tempo” e “autoconhecimento”. O trabalho foi lançado pelo selo Corda Records de Canoas, Rio Grande do Sul, região metropolitana de Porto Alegre, base do grupo. Participaram da 4º edição do Festival Espacial da Querência Garagística, produzido pelo curso de Produção Fonográfica da Unisinos, realizado no bar Agulha em Porto Alegre, que contou com a participação de bandas do cenário local. Em fevereiro de 2020 disponibilizaram via youtube uma session gravada ao vivo.

GABREE

Gabrre é o codinome artístico de Gabriel Fetzner, músico gramadense de 21 anos. Aos 16, lançou seu primeiro EP como baterista na banda Urso Polar, um ato extinto de indie rock autodepreciativo da serra gaúcha. Em novembro de 2019, aos 21, estreou como artista solo com seu primeiro single “…e parabéns”, selecionado pela Natura Musical e Honey Bomb Records para a coletânea “Sons que Vem da Serra”.

Sua música é o resultado da fusão entre samples recheadas de echo e reverb, percussões pulsantes e vocais etéreos. Une a maestria das peças de Stravinsky, Reich e Debussy com a leveza do gênero que chama carinhosamente de “pop fofo”.

Desde 2017 trabalha em seu disco de estreia, “desafio jovem”, inteiramente produzido, mixado e masterizado no seu quarto. O álbum é fortemente influenciado por the Beach Boys, Claude Debussy, DIIV, Madlib e Animal Collective.

 

FRUKIIIII
A Frukiiiii representa a descorporação coletiva dançante de devaneios civis brasileiros, e mais algumas coisas. Após 7 anos de sua incepção, estarão lançando seu álbum de estreia, “Ouuva”, em Abril.

Related posts

Leave a Comment

seis − um =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.