Rock n’ Churras 11 – Trio Polar + Baby Budas + Suco Elétrico

Domingo é dia de reunir a família, assar uma carne e escutar música boa. Pensando nisso, a Rádio Putzgrila e a Casa De Carnes Pata Negra resolveram criar um evento que contasse com tudo isso, e muito mais.

Esquece o mercado e as compras pro churrasco, pega a família e vem conferir o que a união mais inusitada de Porto Alegre prepara para vocês nesse domingão.

⚡⚡⚡ ROCK + CERVEJA + CHURRASCO ⚡⚡⚡

O Rock n’ Churras chega à sua 11ª edição apresentando bandas independentes do cenário autoral gaúcho, com apresentações na Casa De Carnes Pata Negra, a partir das 16h, com ENTRADA FRANCA!

São 3 bandas de rock tocando dentro de um açougue!
E nesta edição os shows ficam por conta de TrioPolar, Baby Budas e Suco Elétrico!

⚡⚡⚡⚡⚡⚡ SERVIÇO ⚡⚡⚡⚡⚡⚡

O QUÊ?
Rock n´ Churras 11 | Rock no Açougue

QUANDO?
Domingo, dia 11 de Novembro, às 16h

ONDE?
Casa De Carnes Pata Negra
Rua José do Patrocínio, 980
Cidade Baixa – POA – RS

E PRA COMER E BEBER?

Espetinhos de primeira (diversos sabores)
Chopp IPA
Cervejas variadas

Sobre as bandas

Trio Polar

É a banda de “RockBluesBossaSkaPsicodelico”, formada em 2003

A banda tem em sua formação Nando Ramoz na guitarra, voz e composições, Carlos Eduardo Cardoso no baixo e voz, e Alexandre Beck na bateria.

Esse vai ser o último show dos caras antes do lançamento do videoclipe e das plataformas e canais de streaming, que vão rolar em dezembro, em mais um showzaço, ainda sem data e local definidos.

 

Baby Budas

Baby Budas é Gabriela Belnhak (bateria), Henrique Bordini (baixo e voz), Henrique Cardonirdoni (teclado, violão e voz) e Bruno Cardoni Ruffier (guitarra e voz). O grupo porto-alegrense lançou seu primeiro disco “Baby Budas no Jardim de Infância” em 2017 pelo 180 Selo Fonográfico. Na reta final de 2018, a banda prepara o lançamento de um novo single com as canções “E Eu, E Eu” e “Réquiem”.

Se liguem nas plataformas digitais dos caras:
Facebook: www.facebook.com/babybudas
Instagram: www.instagram.com/babybudas
YouTube: www.youtube.com/c/babybudas
Spotify: https://goo.gl/RVRmKC

 

Suco Elétrico

Prove o suco. Sinta o gosto. É elétrico! Um veneno ácido. Ou seria acid? Tem um sabor stoner.
Sim, veio de uma fonte hard. Falo de um clássico, com uma pitada de psicodelia. Eles conhecem toda a tradição, mas a receita é nova. Definitivamente contemporâneo. Como soa?
Se questionar os responsáveis, a resposta é direta e tem quatro letras: ROCK!
“Se o futuro permitir” é o título da nova leva de canções da banda Suco Elétrico. O disco conta com 10 faixas. Praticamente uma reinvenção do zero. A produção do álbum é de Marcelo Fruet, parceiro de longa data do grupo.
O núcleo do Suco Elétrico é o guitarrista K.C.O.Lino, o baixista Drunk Rodrigues e o vocalista Alexandre Rauen, principal compositor da banda e baterista na formação anterior. Alexandre assumiu a frente quando a vocalista Dani deixou o grupo. Ele também fez os arranjos de todas as baterias em “Se o futuro permitir”, além de ter gravado nove das dez faixas do álbum.
O público começou a tomar contato com as faixas do novo álbum em 2013, quando O Amor Gentil foi lançada na internet. Na sequência, veio o videoclipe de Canção do Futuro. Essas duas faixas ajudaram a impulsionar uma bem-sucedida campanha de financiamento coletivo, que resultou na finalização do disco. Com identidade visual criada pelo designer Índio San, “Se o futuro permitir” está sendo lançado pelo Selo 180 em formato digital, CD e vinil.
O disco abre com Canção do Futuro, da qual o nome do álbum foi sacado. É uma reflexão sobre a própria história e o destino do Suco Elétrico. Na sequência vem Ao Contrário, um single em potencial com muito da identidade sonora do grupo. As divertidas e animadas Cara de Pau e Tênis mantém o mesmo clima. O lado A fecha com A Bolha, um dos momentos mais pop de todo o trabalho. A música conta com a participação de Dani Rauen no vocal, que também colaborou com a letra de Dragão, uma composição trabalhada em conjunto pelos integrantes e que teve várias versões até chegar no arranjo definitivo que foi para o disco. Eu Acho, O Amor Gentil e a forte Relógio são grandes momentos. Mas, a faixa final é indiscutivelmente um dos pontos altos do álbum: Só Sentia é a composição mais longa e mais bela de “Se o futuro permitir”. É uma música de estúdio, pois foi gravada num formato não convencional para a banda, e dificilmente será executada nos shows. Mas é perfeita para as rádios e talvez até para trilha de filme!

Com mais de 15 anos de existência, o Suco Elétrico se metamorfoseou de uma banda psicodélica-experimental com músicas longas para um combo pesado com um formato mais pop. No decorrer desse período o grupo precisou trocar as pilhas para gastar sola em uma estrada longa. Passaram por mudanças de formação, com a saída de membros importantes.
Por sorte, eles têm pares de tênis que só andam para frente. São outsiders na cena rock gaúcha, seguindo um vento que, muitas vezes, os leva pela contramão. Pode ser mais rock que isso?

Confere o clipe lançado no finalzinho de outubro

Suco Elétrico – Aproveite [Single, 2018]
Videoclipe: https://youtu.be/pYU81ZT2UEg
Youtube: https://goo.gl/4vKN8y
Spotify: https://goo.gl/nL4mo7
Deezer: https://goo.gl/2B1Nrx
iTunes/Apple Music: https://goo.gl/bTM5ft
Google Play: https://goo.gl/YJymhr

Compartilhe:

Related posts

Leave a Comment

1 × quatro =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.