‘Licks Blues’ traz o talento dos irmãos José Rogério e Augusto Licks no Chapéu Acústico

‘Licks Blues’ traz o talento dos irmãos José Rogério e Augusto Licks no Chapéu Acústico

O projeto Chapéu Acústico apresenta uma rara união de talentos musicais. Os irmãos José Rogério Licks e Augusto Licks, após se projetarem em carreiras pelo Brasil e mundo afora, executam o recital “Licks Blues” na Biblioteca Pública do Estado do RS (BPE-RS), dia 8 de maio (terça-feira), a partir das 19h. Augusto, que reside no Rio de Janeiro, ficou famoso junto ao grande público por seus trabalhos com Nei Lisboa e com a banda Engenheiros do Hawaii. Rogério, que ensinou o irmão a tocar, desenvolveu carreira na Alemanha, onde gravou vários CD’s e criou um instrumento único, o Morgumel. A entrada se dá mediante contribuição espontânea.

O recital “Licks Blues” tem um caráter exclusivamente especial, dos músicos que desenvolveram estilos musicais bem caracterizados. O repertório inclui memórias e curiosidades relacionadas a personagens da vida e à formação que cada um teve, construindo suas referências em mundos distintos. Ambos são reconhecidos como músicos diferenciados, de alta qualidade técnica, o que proporciona uma rara mistura sonora. Eles demonstram as possibilidades de duas escolas de violão: a do violão de cordas de nylon, instrumento erudito e da bossa nova, e a do violão de cordas de metal, mais associado à música pop contemporânea.

Além de músicas de autores anônimos, no show mostrarão criações próprias. Rogério apresentará temas com seu fascinante Morgumel e com o violão, incluindo alguns de seu CD com poesias musicadas de Mario Quintana, “Fios de Vida”. Augusto mostrará um lado praticamente desconhecido dos fãs de sua antiga banda. “Licks Blues” é um recital musical predominantemente instrumental, mas muito conversado, e com algumas surpresas cantadas.

OS MÚSICOS:

Augusto Licks – foi o guitarrista da fase de sucesso dos Engenheiros do Hawaii, parceiro de Nei Lisboa, autor de músicas para cinema e teatro, produtor de estúdio. Incorporou por décadas a evolução das maneiras de se fazer música no Brasil e foi pioneiro a usar diversas técnicas e instrumentos, sempre crítico com os mesmos. Jornalista, trabalhou como editor de rádio e TV em Porto Alegre e foi colunista de O Estado de São Paulo online. Apresentou-se em centenas de shows, incluindo eventos como Rock In Rio e Hollywood Rock, e shows em outros países, como Rússia, Japão e EUA.

José Rogério Licks – “Andando pelo mundo, José Rogério criou seu estilo inconfundível, onde confluem raízes brasileiras, jazz e música européia. Ponto alto do seu trabalho são suas obras para violão e orquestra, baseadas em poemas de Mario Quintana, gravadas no CD “Fios de Vida”. Rogério evita todos os clichês e abre um caminho novo da música como meditação.” (Crítica do jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung)

CHAPÉU ACÚSTICO

Idealizado pelo fotógrafo e produtor Marcos Monteiro, o projeto vem, desde setembro de 2016, movimentando o Salão Mourisco da BPE – instituição da Secretaria da Cultura, Turismo, Esportes e Lazer (Sedactel) – com performances de grandes nomes do cenário musical gaúcho, entre instrumentistas de formação jazzística e cantores (as). A ideia surgiu da vontade de desenvolver atividades musicais sem depender de verba pública ou privada, com a parceria de artistas destes profissionais, dispostos a movimentar a cena artística. A ação se dá sem cobrança de ingressos, usando o chapéu como forma de arrecadação.

SERVIÇO:

Dia: 8 de maio de 2018 (terça-feira).
Hora: a partir das 19h.
Local: Biblioteca Pública do Estado/BPE-RS (Riachuelo, 1190).
Informações: Na BPE-RS, pelo telefone (51) 3224-5045
Contribuição espontânea.

Compartilhe:

Related posts

Leave a Comment

17 + 10 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.