Lançamentos no Programa ‘Independência ou morte!’ em agosto

A hora e a vez das bandas independentes aqui na Rádio Putzgrila – o programa ‘Independência ou morte!’ está há 11 anos no ar comigo, Sabrina Kwaszko. Em todos esses anos o foco sempre foi o rock independente seja ele local, nacional ou internacional.
No mês de agosto não foi diferente, então destaco aqui alguns lançamentos oficiais apresentados no decorrer dos programas.
Confiram os lançamentos de Quarto Sensorial, Far From Alaska feat Dot Legacy, Gustavo Bertoni (Scalene) e P. James (Acústicos & Valvulados).

Quarto Sensorial lança disco com trilha para clássico do cinema”Frankenstein”, gravado em parceria com o produtor Fu_k the Zeitgeist, está disponível nas plataformas digitais

Gravado ao vivo na Cinemateca Capitólio (Porto Alegre/RS, Brasil), na segunda noite da Sessão Musicada/XIV Fantaspoa 2018, por Brenno Di Napoli & Thiago Grün;
Pós-produção @ Coletivo 4’33”;
Mixado por Thiago Grün & Fu_k The Zeitgeist;
Arte de Marcos Miller, fotografada por Leo Caobelli;
Design gráfico por Pedro Perurena

Far From Alaska lança inédita com franceses do Dot Legacy
A banda brasileira Far From Alaska lançou, em 03 de agosto, uma colaboração com o grupo francês de rock alternativo Dot Legacy. O nome da música é “Ghetto Blaster On The Moon“, e já está disponível nos serviços de streaming.

A música foi lançada junto a um clipe oficial, gravado, editado e produzido pelas duas bandas. O vídeo é composto por imagens caseiras gravadas na vertical, filtros de Instagram e efeitos de vídeo. Vários GIFs são usados ao longo do clipe, atribuindo dinâmica e diversão às cenas. Algumas dessas imagens inseridas mostram bebês dançando, gatinhos tocando guitarra e as bandeiras da França e do Brasil, por exemplo.

Não conhece o Dot Legacy ainda?

Trata-se de um quarteto francês que diz ser o ponto de encontro entre as sonoridades dos grupos The Beastie Boys, Pink Floyd e Queens of the Stone Age. A banda atua desde 2009, mas só lançou seu primeiro álbum, homônimo, em 2014. Depois disso, veio To The Others, em 2016.

A banda conquistou, entre muitos ao redor do mundo, fãs aqui no Brasil. Os integrantes possuem um carinho muito grande com seus fãs brasileiros, que já foram homenageados em um de seus clipes.

O último trabalho lançado pelo Dot Legacy , o EP Stereo, foi lançado pelo selo Elemess, o mesmo que tem em seu catálogo bandas como Far From AlaskaSupercombo. Isso facilitou as relações com a cena brasileira. O lançamento dessa parceria franco-brasileira também pertence ao mesmo selo.

Em seu site oficial, a banda diz que, desde sua turnê brasileira em 2017, tem focado em festivais e colaborações com bandas como FFA, Supercombo e Fresno.

Gustavo Bertoni (Scalene) lança a inédita “Be Here Now

O vocalista e guitarrista do Scalene, Gustavo Bertoni, lançou o primeiro single de seu projeto solo.
Be Here Now” é uma amostra do que podemos esperar do disco Where Lights Pours In, que teve seu lançamento oficial dia 17 de Agosto.
O novo disco do músico brasiliense será o segundo de sua carreira solo, já que em 2015 o cara lançou The Pilgrim.

P. James – Medo de viver (e deixar viver)

Conforme relata o próprio músico, P. James, depois de muito tempo compondo com e para a banda Acústicos & Valvulados na qual além de compositor é baterista, o músico resolveu lançar seu primeiro single solo.

Desde a época das demo-tapes (1992) até o disco mais recente (2014 ). Acho que são umas 80 músicas ou perto disso.
A minha ideia não é fazer um disco, nem show. A intenção é simplesmente tirar essas músicas da gaveta e ir construindo, bem aos poucos, uma espécie de portfólio digital, sempre naquela pilha honesta e positiva de ver o que a gente cria chegando nos ouvidos das pessoas. É também uma possibilidade pra viajar em outras sonoridades, referências e influências que eu acho legais.

Enfim, tudo acabou conspirando pra que o pontapé inicial desse projeto rolasse com essa música que eu venho compondo com o chapa Daniel Mossmann desde o fim do ano passado. “Medo de Viver (e deixar viver)” é uma visão sobre o nosso momento, sobre o sentimento das pessoas, sobre o que eu tenho percebido nas ruas, nas conversas, e principalmente nas redes sociais.

A letra usa a máxima “viver e deixar viver” pra falar sobre o medo – combustível desse caldeirão de tensões, divisões e ódios que assombram corações e mentes. Medo do futuro, do novo, de um mundo com o poder mais dividido; medo do desconhecido, que estranhamente leva as pessoas a cogitar uma caminhada de volta ao passado, retrocedendo em busca de um “porto seguro” que já não existe.

No clima “With a Little Help From My Friends”, agradeço mesmo a quem sempre botou pilha pra que isso tudo acontecesse (Rafael Malenotti e Nando Ramoz), à baita parceria de composição e pré-produção do Daniel Mossmann, à arte esperta da Janice Alves, à dedicação e à maestria sonora do mister Paulo Arcari, ao Diego Lopes pelo piano doideraço, ao Vicente Guedes pela percussão-vodu e chocalhos malandros em geral, ao Alexandre Móica e ao Trick Bernardi pelos amps envenenados.

Espero que curtam, adicionem em suas playlists e compartilhem! ;)

P.James “

A canção teve seu lançamento em primeira mão no Programa ‘Independência ou morte!’ aqui na Rádio Putzgrila, anteriormente inclusive à data oficial nas plataformas digitais.

Programa ‘Independência ou morte!’
com @sabrinakwaszko
todas às segundas 17h
contato: sabrinaputzgrila@gmail.com

fontes: contato direto via e-mail com o programa, zh e tenho mais discos que amigos

Compartilhe:

Related posts

Leave a Comment

dezenove − dez =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.