Filme Tropicália terá sessão comentada no Cine Iberê pelo diretor Marcelo Machado

No próximo domingo, 21 de janeiro, a partir das 16 horas, a Fundação Iberê Camargo realiza sessão comentada do documentário Tropicália com o seu diretor, Marcelo Machado. A entrada é franca e a exibição integra o Cine Iberê, dentro do programa Tropicália | Geleia Geral – atividade cinematográfica com curadoria de Marta Biavaschi e paralela às exposições Vivemos na Melhor Cidade da América do SulSombras no Sol.

Tropicália aborda o marcante movimento cultural no Brasil dos anos 60. Após uma pesquisa de cinco anos, o realizador Marcelo Machado lançou o filme em 2012. Com imagens de arquivo, especialmente recuperadas para a produção, sequências de filmes, entrevistas inéditas, programas de TV e fotografias, o documentário tem a participação de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Torquato Neto, Gal Costa, Mutantes, Capinan, Tom Zé e Rogério Duprat – integrantes do grande coletivo formador do movimento –, que trazem à tona a memória de um momento de ruptura, descoberta e confronto no inicio dos anos de chumbo.

Prêmio especial do júri na categoria Cinema da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), Tropicália participou dos festivais É tudo verdade (Brasil), Bafici (Argentina), Visions du Réel (Suiça), San Sebastian(Espanha) e Doc Lisboa (Portugal), entre outros.

O cineasta Marcelo Machado é conhecido por seu trabalho com vídeo experimental nos anos 1980 e, mais recentemente, por seus documentários de longa-metragem, como Oscar Niemeyer, o arquiteto da invenção (2007) e O Sarau (2011, sobre o papel da poesia na vida dos cidadãos de Dois Córregos). Em 1981, criou a produtora Olhar Eletrônico, junto com Fernando Meirelles, Beto Salatini e Paulo Morelli – grupo criativo que se tornou conhecido pelo pioneirismo e pelo caráter experimental de suas produções em vídeo. Seu primeiro curta-metragem de ficção, Marly Normal (em co-direção com Fernando Meirelles), ganhou o prêmio principal no 1º Festival Vídeo Brasil. Trabalhou também como diretor de publicidade e em emissoras de TV, como a TV Gazeta, TV Cultura e MTV Brasil. Dirigiu a série Música Brasileira para o canal Multishow e produziu o especial Drum in Braz para a MTV Brasil (2002). Recebeu o prêmio de melhor vídeo de música eletrônica por Samba Sim, (2003). Criou e codirigiu o documentário de longa metragem Ginga, a alma do futebol brasileiro para a O2 Filmes (2005).

Serviço
Cine Iberê
Domingo, 21 de janeiro, às 16h – Tropicália, de Marcelo Machado (1h27min, 2012, Brasil)

Sessão única e comentada por Marcelo Machado | Entrada franca

Compartilhe:

Related posts

Leave a Comment

4 × 1 =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.