Festival em homenagem a Caio Fernando Abreu promove sua primeira edição entre 27 de setembro e 03 de outubro

Caio Entre Nós ocorrerá em diversos espaços em Porto Alegre

Por Bruna Paulin – Assessoria de Flor em Flor

Entre os dias 27 de setembro e 03 de outubro, Porto Alegre receberá a primeira edição do Festival Caio Entre Nós – uma homenagem a Caio Fernando Abreu, que ocorrerá no Teatro do Sesc, Sala de Música do Multipalco Theatro São Pedro e Santander Cultural. O projeto, uma iniciativa do diretor Luis Artur Nunes, o ator Marcos Breda e a produtora Ivana Dalle, é a primeira das atividades das comemorações aos 70 anos de nascimento do autor, uma grande homenagem à sua vida e obra, que segue atual e conquistando leitores de todas as gerações. Uma semana inteira com mostra teatral, bate-papos literários e sessões de cinema, e diversas atividades com entrada franca.

 

A programação do evento inicia em 27 de setembro com a mostra teatral, com apresentações no Teatro do Sesc. Em sessão de pré-estreia nacional, o público poderá conferir o espetáculo “O tempo é só uma questão de cor”, com atuação de Mauricio Silveira e direção de Antônio Gilberto. No dia 28, Marcos Breda e Luís Artur Nunes sobem ao palco para a leitura multimídia de “O Homem e a Mancha”, projeto desenvolvido para as comemorações dos 20 anos de estreia do espetáculo estrelado por Breda e dirigido por Nunes, última peça escrita por Caio. A linguagem multimídia inclui vídeos, imagens e momentos da montagem de 1996.

 

“No se puede vivir sin amor” poderá ser conferido pelo público no dia 29 de setembro. O solo de Nara Keiserman com textos de Caio Fernando Abreu e direção de Demetrio Nicolau é uma coleção dos textos mais poéticos de Caio, em que o amor é a premissa de uma existência eventualmente feliz e completa. O roteiro inclui um poema e duas cartas inéditas escritas pelo autor especialmente para Nara. A programação teatral encerra no dia 30 de setembro com “Caio do Céu”, com Deborah Finocchiaro e Fernando Sessé, dirigido por Luís Artur Nunes. O espetáculo transpõe o universo do autor para o palco através de crônicas, cartas, contos, poemas, textos teatrais, depoimentos, música ao vivo e projeções. Traz para a cena o próprio Caio por meio de vídeos com trechos de suas entrevistas.

 

A Sala de Música do Multipalco Theatro São Pedro sediará de 01 a 03 de outubro rodadas de literatura em uma programação que abrange grande parte do extenso conteúdo literário produzido por Caio ao longo de sua vida e que atrai ainda hoje diversos estudiosos de sua obra. O único espetáculo infantil assinado por Caio F, “Comunidade do Arco Íris” terá uma leitura cênica dirigida por Suzana Saldanha e as rodadas receberão nomes como Marcos Breda, Luís Artur Nunes, Amanda Costa, Luiz Francisco Wasilewski, Regina Zilberman, Maria da Glória Bordini, Márcia Ivana Lima e Silva, Luís Augusto Fischer, Homero Araújo, Ed Moreno e Israel de Castro Fristch. Todas as atividades no Multipalco têm entrada franca por ordem de chegada.

 

O cinema também integra o festival, que contará com exibições dos filmes “Sargento Garcia” e “Aqueles Dois” além de bate-papo com diretores convidados no Cine Santander Cultural, com entrada franca.

 

Segundo os organizadores, um prêmio de literatura para contos será realizado em parceria com a Associação de Amigos de Caio Fernando Abreu, com suporte da AGES. Espetáculos e projetos referentes à obra de Caio F também contarão com apoio do festival durante o ano das comemorações aos 70 anos do autor, iniciando pela temporada de peça “Caio do Céu”, que entra em cartaz no Teatro Renascença em 06 de outubro.

 

Os ingressos para os espetáculos custam R$ 30,00 com 50% de desconto para estudantes, idosos e classe artística e podem ser adquiridos antecipadamente até 26 de setembro às 18h na Aldeia – Rua Santana, 252. De 27 a 30 de setembro, na bilheteria do Teatro do SESC a partir das 19h. Para mais informações, acesse: www.caioentrenos.com.br | facebook.com/caioentrenos

 

Festival Caio Entre Nós  

27 de setembro a 3 de outubro, em Porto Alegre

 

Mostra de Teatro – Teatro do Sesc (27/09 a 30/09) – Ingressos R$ 30,00

 

27/09 – QUARTA, 20h

Abertura do Festival: “O Tempo é só uma Questão de Cor” (RJ) com Mauricio Silveira e direção de Antônio Gilberto.  Em pré-estreia nacional, o espetáculo apresenta ao público contos, crônicas e fragmentos de textos de Caio Fernando Abreu. A pesquisa, seleção dos textos e dramaturgia foi realizada pelo diretor Antônio Gilberto, que tem no currículo a assistência de direção do espetáculo “Irresistível Aventura” (com Dina Sfat).

 

28/09 – QUINTA, 20h 

Leitura Dramatizada Multimídia: “O Homem e a Mancha: 20 anos-luz” (RJ) com Marcos Breda e Luís Artur Nunes. O espetáculo propõe uma nova forma de teatralizar “O Homem e a Mancha”, última peça escrita por Caio Fernando Abreu. A linguagem multimídia inclui vídeos e imagens da montagem de 20 anos atrás. Num palco despido de cenários, Marcos Breda lê/interpreta os 5 personagens originais enquanto Luís Artur enuncia as rubricas do autor, configurando uma performance de cunho épico-dramático.

 

29/09 – SEXTA, 20h

“No se puede vivir sin Amor” (RJ) com Nara Keiserman e direção de Demetrio Nicolau . A peça é uma colagem de textos de Caio F. Abreu que inclui, entre outros, um poema e duas cartas inéditas escritas por ele para a atriz. Nara Keiserman é atriz, diretora, pesquisadora, diretora de movimento e professora de Corpo & Movimento na Escola de Teatro da UniRio.

 

30/09 – SÁBADO, 20h 

“Caio do Céu” (POA) com Deborah Finocchiaro e Fernando Sessé. A peça transpõe o universo do autor para o palco através de crônicas, cartas, contos, poemas, textos teatrais, depoimentos, música ao vivo e projeções.

 

Os ingressos para os espetáculos custam R$ 30,00 com 50% de desconto para estudantes, idosos e classe artística e podem ser adquiridos antecipadamente até 26 de setembro às 18h na Aldeia – Rua Santana, 252. De 27 a 30 de setembro, na bilheteria do Teatro do SESC a partir das 19h.

 

Mostra de Cinema – Cine Santander Cultural (entrada franca)

01/10 – DOMINGO 

14h: exibição do filme “Sargento Garcia”, com Marcos Breda e direção de Tutti Gregianin.

14h20m: exibição do filme “Aqueles Dois”, dirigido por Sérgio Amon.

16h: bate-papo com os diretores de cinema Tutti Gregianin (“Sargento Garcia”) e Fabiano de Souza (cineasta, professor da PUC e autor do livro “Caio Fernando Abreu e o Cinema: o eterno inquilino da sala escura”).

 

 

Leitura dramatizada e mesas-redondas |  Multipalco Theatro São Pedro 01/10 a 03/10  (entrada franca)

01/10 – DOMINGO – Sala de Música

18h30: Leitura dramatizada – “A Comunidade do Arco Íris”, única peça infantil de Caio Fernando Abreu

Elenco:  Nora Prado, Gabriel Guimard, Catarina Conte, Débora Rodrigues, Marcelo Crawsho, Fred Vito, Elton Manganelli, Tom Peres, Suzy Weber e Léo Ferlauto. Direção de Suzana Saldanha

 

19h30: Mesa-redonda: “Caio F. entre o palco e as estrelas”

Participantes: Marcos Breda, Luís Artur Nunes e Amanda Costa. Mediador: Israel de Castro Fristch

Marcos Breda e Luís Artur Nunes vão falar sobre o teatro de Caio F. Abreu e Amanda Costa discorrerá sobre a relação de sua dramaturgia com a Astrologia.

 

02/10 – SEGUNDA FEIRA 

19h: Mesa-redonda:  “Caio F. Abreu contista / Caio F. Abreu romancista”

Participantes: Luís Augusto Fischer e Homero Araújo | Mediador: Luís Francisco Wasilewski

Luís Augusto Fischer discorrerá sobre “o conto na obra de Caio F. Abreu” e Homero Araújo focará especificamente o romance “Onde andará Dulce Veiga?”.

Luís Augusto Fischer e Homero Araújo são professores do Instituto de Letras da UFRGS que têm se dedicado ao estudo da obra de Caio F. Abreu e orientado trabalhos de pós-graduação sobre a mesma.

 

20h30:  Mesa-redonda: “Questões em Caio F. Abreu: o humor, a autoficção e a tradução”.

Participantes: Luís Francisco Wasilewski, Israel de Castro Fritsch e Ed Moreno. Mediador: Marcos Breda

Luís Francisco Wasilewski abordará o humor nas cartas de Caio F. Abreu. Israel de Castro Fritsch focará a questão da autoficção na obra de Caio F. Abreu e Ed Moreno discutirá a questão da tradução a partir do conto “Pela Noite”.

Luís Francisco Wasilewski estuda o humor nas cartas de Caio em seu pós-doutorado. Israel de Castro Fritsch elabora dissertação de mestrado na UFRGS sobre a autoficção na obra de Caio. Ed Moreno está traduzindo o conto “Pela Noite” para o inglês, em estudo realizado na Universidade “La Trobe University” de Melbourne, Austrália.

 

03/10 – TERÇA FEIRA  

19h30:  Mesa-redonda: Caio F. Abreu: ficção, drama e memórias

Participantes: Regina Zilberman, Maria da Glória Bordini e Márcia Ivana Lima e Silva. Mediador: Luís Artur Nunes

Mária da Glória Bordini abordará a obra ficcional de Caio, Regina Zilberman focará a obra teatral e Márcia Ivana Lima e Silva discutirá o componente memorialista na obra do autor.

As três participantes são professoras do Instituto de Letras da UFRGS, estudiosas da obra de Caio F. Abreu, e vêm orientando trabalhos de pós-graduação sobre a mesma.

 

Compartilhe:

Related posts

Leave a Comment

três × 1 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.