Eu também vou reclamar

Eu também vou reclamar

Tá difícil apontar qualquer movimento na cena independente em tempos de pandemia. Live? Tô pelos tubos! Troca de inscrições? Fake! Vakinha? Também tô duro…Regravações? Bacana, mas cadê a novidade? Penso eu, que já estou com saudades dos salões vazios daqueles shows de quarta em dia de jogo.

Tá certo que o ‘coronas’ barrou a aglomeração da galera pra shows de bandas e artistas, sobretudo, autorais. E vai perdurar por mais tempo, para não dizer só em 2021. A alternativa mesmo é se jogar na internet. Mas, quando antes do isolamento, tinham apresentações demais e público de menos? Como fica? Só as interrogações.

O assunto por mais batido e debatido, ainda segue sem resposta. Nem vou falar da grande massa que superlota os concertos gringos. Pois sei que o pessoal do rock comparece. Também do emo ao fã-trash, o consumo para qualquer gênero musical se faz representar.

Na verdade, afora poucas iniciativas, seja nas apresentações coletivas ou nos espaços para a música autoral em webrádios – na lista a Putzgrila – ou podcasts, esbarra-se no circuito fechado da mídia tradicional e seus dois ou três artistas apadrinhados. Desde sempre a reclamação já era geral.

Não é sentar no trono e exigir isso ou aquilo. Há tempos roda-se na ciranda buscando lugar ao sol. Romper com o circuito é possível, mas exige persistência e outros caminhos alternativos que não o ‘jabá’. Sentar e esperar? Talvez, mas não assistindo reprise de futebol.

Tá certo, não vou mais reproduzir as frases da enigmática canção de Raul ‘Maluco Beleza’ Seixas lá de 1976 em ‘Eu também vou reclamar’ quando dizia “… Mas é que se agora pra fazer sucesso, pra vender disco de protesto, todo mundo tem que reclamar!”. Afinal, eu tou trancado aqui no quarto, de pijama. Mas pela última vez, repito como Raulzito mesmo sentenciava: “Pare o mundo que eu quero descer!”

Rodrigo Vizzotto – jornalista e músico.

Rodrigo Vizzotto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 3 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.