Eu quero sempre mais – Ira! No Opinião

DSC_6223

Com mais de trinta anos de história, o Ira! É uma dessas bandas que dá gosto de se ir ver um show. Por que? Porque é difícil não se emocionar, empolgar, cantar e dançar com as músicas dos caras. No show do domingo, 29 de março, não foi diferente. Um Opinião lotado recebeu de braços abertos os garotos de São Paulo.

DSC_6225

Acredito que o publico do Ira! é um dos mais miscigenados do país, difícil classificar, são pessoas de várias idades e estilos, do punk a patricinha. Flerte fatal, Tarde vazia, Envelheço na cidade, Pra ficar comigo, Eu quero sempre mais… Entre outros vários hits e “lados b” foram entoadas com alegria pelos fãs que fizeram seu próprio espetáculo, acompanhando avidamente a banda.

DSC_6239

DSC_6241

Todo show tem seu próprio clima, algo que desperta em nós uma sensação diferente. Todos os shows do Ira! me parecem cercados de um clima nostálgico. Uma vontade de voltar no tempo e ver um outro Brasil, uma outra cena musical, onde tudo era descoberta e inovação. Daniel Scandurra (baixo), Evaristo Pádua (bateria) e Johnny Boy (teclado) parecem ter entrado nesse clima também e acompanham muito bem os fundadores do conjunto, Edgar Scandurra (guitarra) e Nasi (voz).

DSC_6294

Para mim, o Ira! É uma das principais bandas do rock nacional. Fico feliz com a volta do grupo e me dá satisfação ver que os caras ainda fazem boa música e belas apresentações. Os anos parecem ter feito bem ao duo original e suas composições, tendo-os transformado em clássicos. Quer coisa melhor para fechar com chave de ouro um domingo de outono em Porto Alegre? Sinceramente, minha semana – e a de todos que estavam no Opinião ontem, com certeza começa com um ritmo diferente.

DSC_6229

Fotos e texto: Ana Beise

Compartilhe:

Related posts

One Thought to “Eu quero sempre mais – Ira! No Opinião”

  1. Sempre, Ira!
    Grande banda e presença ao vivo, valeu Ana Beise!

Leave a Comment

16 + quatro =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.