Duda Fortuna apresenta o show autoral “OK O2”

Duda Fortuna apresenta o show autoral “OK O2”, na programação musical do Teatro do Centro Histórico-Cultural Santa Casa, na quinta feira, 28 de junho, às 20h. A direção musical é o tecladista  Cau Netto (Papas da Língua ). A percussionista Luciana de Mello (Trabalhos Espaciais Manuais) completa o time. Participações especiais de Raul EllwangerCamila Lopez (vocalista do Tributo Elis Regina),Giovanna Mottini e Terminal 470. 

Os elementos que compõem o cenário, feitos com reaproveitamento de materiais diversos, são da artesã Greta Wayne. OK O2 surge no universo do compositor resignificando “desacelerar e respirar”. A busca do equilíbrio diante do excesso de informações vitaminado pelo consumo desenfreado de tecnologia. No Repertório, a reflexão crítica da intersecção: COMPORTAMENTO E SUSTENTABILIDADE. .

Ingressos antecipados pelo Whatsapp 51 993677359

No local a R$ 20,00

Classificação LIVRE

Confirme presença no evento para mais informações.

Sobre:

Respira! 2017 marca os 25 anos da ECO RIO 92 e coincide com o retrógrada saída dos EUA do tratado de Paris sobre redução de emissão de poluentes.
Então OKO2 surge no universo do compositor resignificando “desacelerar e respirar”. Busca do equilíbrio diante do contemporâneo excesso de informações vitaminado pelo consumo não consciente e desenfreado. No Repertorio, letras que sugerem observação crítica da intersecção: comportamento e sustentabilidade. O single IR POR IR , ecoa o refrão que diz “ Como se fosse máquina“, LAP TOP fala de alguém parado diante do computador esperando uma mensagem de amor e o rock repente Overmulti, apresenta traços de uma overdose multimídia.
Com arranjos e produção musical de Fernando Corona, OK O2 apresenta forte balanço com o piano certeiro de Corona e a cadência da percussionista Luciana de Mello (Trabalhos Espaciais Manuais). Musica brasileira, latinidade, groove, rock e poesia num caldeirão de diversidades. Os elementos cenográficos são feitos com reaproveitamento de materiais pela artesã Greta Wayne.
2015 – Release Pedra de Campo Bom
Puxando, dobrando e esticando a palavra. Unir letra e música, poesia e melodia. Essa é a ideia que move o compositor gaúcho Duda Fortuna a lançar o single Pedra de Campo Bom. Um conto musicado inspirado na mítica onda da Laje de Jaguaruna, em Santa Catarina. O lugar é o Eldorado brasileiro dos surfistas de ondas grandes, Big Riders. Com influências de MPB e rock, o single mistura guitarra, violão cordas de aço e o caldeirão percussivo brasileiro. Após ler uma reportagem sobre a singular onda da Laje, Duda escreveu um conto e começou a musicá-lo de maneira bem instintiva. “Queria algo simples e direto, como a metáfora que eu percebia na história da onda”. No meio de exaustivas retóricas em tempos de redes sociais, a ideia da Pedra de Campo Bom traz à tona a boa e velha necessidade de equilíbrio nas relações. “Quebra esquerda, quebra direita, quebra igual”. Pedra de Campo Bom vem acompanhado de Falta de Ar, um lado B onde Duda pede “Dá-me um texto / é tudo pretexto / algum contexto há de vir / e esse lugar / voltas em si são figuras”, e completa com “página em branco é inabitar”. Assim como em outras composições, o mote é o processo criativo, abordado de um modo bem pessoal. O lançamento acontece dia 21 de outubro em formato digital, através do Selo 180. O single estará disponível em cerca de 30 plataformas digitais em todo o mundo, incluindo iTunes/Apple Music, Spotify, Deezer, Rdio, Tidal, Google Play, OneRPM, Amazon, entre outras. O lançamento antecipa um EP que sairá na íntegra no primeiro semestre de 2016. A produção das músicas é de Gilberto Ribeiro Jr e Fabricio Gambogi, com mixagem e masterização no estúdio Mubemol. A capa do projeto é uma resultante coletiva entre Pedro Valdez que assina, e Jana Ina, que fez a ilustração .

Related posts

Leave a Comment

quatro + 3 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.