Domingo no Parque – 2º Edição: Clube do Groove

Domingo de sol é dia de ir pro parque. Se tiver show animado e gente bacana, melhor ainda! Mas show em parque, como assim?
Sim, em Porto Alegre é assim, se tu chegares na Redenção e ver uma galera descolada e divertida nos arredores do auditório Araújo Vianna, pode ter certeza, é dia de Domingo no Parque.
No dia 24 de novembro o Domingo no Parque recebeu sua segunda edição. Mas antes desse grande evento da música acontecer, encontramos próximo ao auditório uma galera super descolada fazendo muita arte! De pintura coletiva à escambo de obras, rolou o picnic do Acervo Independente comemorando a chegada do verão!
Para quem não conhece esses jovens artistas, eles movimentam a cena cultural de Porto Alegre e estão com um projeto no Catarse para dar vida ao espaço de coworking artístico! Confira:

Logo depois fomos conferir o show do Clube do Groove, Tonho Crocco como mestre de cerimônia, que trouxe além de diversos convidados a banda Funkalister e todo seu groove para um final de tarde cheio de swing e uma bela homenagem ao grande e saudoso Tim Maia.

Metais, guitarras e tambores começam a ditar o ritmo da festa, é a Funkalister entrando no palco e abrindo os serviços com as músicas Resgate do Burro e Atraso Verdade. 

“Fecharam-se os bares, de todos os lugares…” canta Tonho Crocco, colocando o pessoal para dançar de mansinho, entoando também Réu Primário.

Andréia Cavalheiro chega soltando sua voz de diva cantando I´m So Glad That I´m a Woman e Fantasy.

Paulo Díonisio colocou o público presente para dançar ao som da sua regueira Dread Lock, seguida por Nação e a clássica Rastaman Vibration.

Luís Vagner chama a galera para balançar ao som de Dr. Swing – tenho a impressão que todo o público no Araújo já está em pé, curtindo muito!

O som segue com Como, Duro Sem Love Sem Nada e Zero pro Bedeu. O baile da Funkalister segue com Feira de Mangaio e S.W.A.T.

Edu K chega chegando, indo pro meio do público e escalando a estrutura metálica do auditório, deixando todos eufóricos ao som de It´s Fuckin Boring to Death. Após coloca as popozudas para dançar e fecha sua participação com a primeira música do Tributo à Tim Maia, Sossego. Participação especial do apache Fredi (Comunidade Ninjitsu).

A homenagem segue com O Descobridor Sete Mares, Um Dia de Domingo e Vale Tudo. Como é praticamente impossível se pensar em Tonho Crocco e não lembrar de sua banda Ultramen, o moço, com o ritmo dos músicos da noite, toca as mais que clássicas Grama Verde, Bico de Luz e Peleia acompanhado por um lindo e animado coral de vozes formado pela platéia presente no Araújo Vianna.
E para encerrar a noite, nada melhor que todos os músicos que fizeram a noite valer muito a pena cantando “Vou pedir pra você voltar, vou pedir pra você ficar…”

Assim foi mais um Domingo no Parque, galera gente fina, músicos afinados e a música gaúcha e brasileira ganhando mais um grande evento. Em breve vamos divulgar o video de como foi essa groovera! E ano que vem tem mais!

Confira mais fotos:

Texto: Ana Beise
Fotos: Chris Takeuchi

Related posts

Leave a Comment

quinze − 15 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.