Curso Sobre viver de música

Curso Sobre viver de música

Impulsionada pela tecnologia e pelo empreendedorismo jovem, a economia criativa desponta como um grande fator de desenvolvimento em tempos de recessão. Pensando em capacitar agentes culturais para este mercado, mais especificamente o setor da música,  é que surge o curso Sobre Viver de Música. A iniciativa, que acontece de 9 a 11 de maio na Marquise 51, traz um time de profissionais reconhecidos e a proposta de uma imersão que mistura troca de experiências, planejamento e ferramentas práticas para quem deseja empreender nesta área.
    A experiência propõe três etapas que passam por um panorama do mercado cultural, oportunidades e negócios na área, uma experiência prática para quem busca orientação sobre comoplanejar estrategicamente, captar recursos, produzir projetos culturais e criar seu próprio mapa da mina na era da economia criativa e um painel sobre monetização da música pelos direitos autorais e plataformas digitais.
A equipe de facilitadores é formada pelos sócios da Marquise 51, Mari Martínez e Lucas Hanke, pelos produtores culturais Cristiane Marçal (Fio Produtora), Liege Biasotto (Cuco Produções), Sarah Brito(Puro Movimento) e Bruno Melo (Traga Seu Show/Poa Jazz Festival)  produtor musical , pelo músico e produtor musical Marcelo Fruet e pela gerente de projetos da One RPM (empresa responsável pela distribuição de fonogramas para plataformas de streaming), Izabel Marigo.
Sobre Viver de Música é uma parceria entre as empresas Marquise 51 Hub Criativo, Fio Produtora Cultural, Cuco Produções e Puro Movimento, dá continuidade à série de cursos Sobre viver de cultura (realizado em quatro edições diferentes em 2016) que pretende incentivar a autonomia dos agentes culturais e a construção de um mercado artístico mais sólido e sustentável.

Inscrições e mais informações pelo link www.tinyurl.com/sobreviverdemusica ou na Marquise 51 (av. Cristóvão Colombo, 51, telefone 3013.7914).
Setor Criativo em alta
Já em 2013, a Fundação de Economia e Estatística do RS (FEE) apontava que cerca de 13% da indústria de transformação do RS é composta por atividades criativas, gerando cerca de R$ 6,3 bilhões anualmente. Mais recentemente, o  Atlas Econômico da Cultura Brasileira, lançado pelo Ministério da Cultura em cooperação com a UFRGS,  apontou que os setores culturais brasileiros representavam, em 2010, cerca de 4% do Produto Interno Bruto (PIB) anual do País.
A música é uma das mais internacionalizadas das expressões artísticas brasileiras, a que mais divulga a língua portuguesa e a que possui maior potencial de crescimento econômico. Este setor, além de representar uma riqueza cultural, se transformou num mercado gigantesco. Segundo pesquisa da Associação Brasileira dos Produtores de Disco (ABPD), o crescimento da música no campo digital em 2014 foi de 45,1% e a música gravada no Brasil movimentou R$ 598 milhões. Nos últimos 10 anos o setor teve crescimento de 60% nos postos de trabalho. Outro dado interessante foi apontado pela organização americana Future of Music Coalition, iniciativa que ajuda o ecosistema da música, que levantou 42 áreas do setor musical como possíveis fontes de renda.

Currículo Ministrantes Sobre Viver de Música
Marcelo Fruet é guitarrista, vocalista, compositor da banda Marcelo Fruet e Os Cozinheiros, além de ser técnico de estúdio e produtor musical. Fruet ganhou múltiplos prêmios em sua carreira, incluindo um Açorianos – Prêmio para Produtor do Ano e o melhor Original Soundtrack pelo Gramado Film Festival. Como músico tem feitos múltiplos, com dois cds lançados listados como destaque na mídia especializada e uma grande inserção internacional, com turnês nos Estados Unidos e participações em festivais como South By SouthWest. Como produtor musical está se destacando com lançamentos de bandas como Dingo Bells, Renascentes e Naddo Entre Gigantes.
Mari Martinez é jornalista formada pela PUCRS com especialização em Design Gráfico. No setor cultural tem experiência de 10 anos em comunicação visual para festas, festivais e bandas, como Júpiter Apple, Cartolas, Identidade e Santiago Neto y Los Misionerotrónicos. Mariana é a responsável pelo logotipo e identidade visual da Marquise 51 Records e dos festivais Morrostock, Rock Gaúcho Cervejeiro e Música ao Pôr do Sol. A designer assina os encartes dos cds “Jogo Sujo” e “Antiguidades x Modernidades” da banda Identidade, “2010”, da banda Os Replicantes.
Cristiane Marçal é jornalista e produtora cultural. Trabalha há 15 anos com cultura e comunicação, atuando no planejamento, execução e divulgação de eventos culturais, com destaque para o trabalho desenvolvido na Opus Promoções, como sócia fundadora da Fio Produtora Cultural e sócia idealizadora da série de cursos Sobre Viver de Cultura. Na mídia, conta com experiência em diferentes meios de comunicação – jornal, rádio, TV e internet – com destaque para a atuação no Grupo RBS (Rádio Gaúcha e clicRBS).
Sarah Brito é produtora cultural, especialista em Cultura Digital pela UNISINOS. Atua na assessoria de planejamento e gestão de projetos culturais desde 2006, realizando projetos em parceria com o Ministério da Cultura, IPHAN, Instituto Brasileiro de Museus, Petrobras, AES Sul, SEBRAE, entre outros. Fez parte do Comitê de Economia Criativa de Porto Alegre e da Comissão Nacional de Pontos de Memória. É fundadora da organização Puro Movimento, que trabalha com projetos que provoquem reflexão entre a relação da cultura e referências identitárias, provocando diálogos entre produtores e marcas. Atualmente compõe a diretoria da Produtora Cultural Marquise 51, localizada em Porto Alegre.
Bruno Melo é produtor cultural e executivo com experiência em empreendedorismo no setor criativo musical. Criador do Traga Seu Show, primeiro site de financiamento coletivo do Rio Grande do Sul e do Jazz ao Sul, projeto que promove a cena instrumental de Porto Alegre e arredores. Produtor artístico do Porto Alegre Jazz Festival e produtor técnico do Festival de Música de Nova Prata, Festival El Mapa de Todos, Festival Internacional de Teatro de Rua, Palco Giratório SESC, além de ter feito execução de diversos shows nacionais e internacionais.
Liége Biasotto é Relações Públicas pela UFRGS e trabalha na área de produção cultural desde 2007. Em 2010 abriu a CUCO Produções, empresa focada em produção cultural, elaboração de projetos culturais, consultoria e coaching. É  sócia criadora da série de cursos Sobre Viver de Cultura, diretora de produção do Festival Internacional de Teatro de Rua de Porto Alegre, do Festival de Música de Nova Prata, da Orquestra de Câmara da ULBRA e do projeto ECOPOÉTICA – Arte e Sustentabilidade em Intervenções Urbanas. Atua na gestão cultural do Vila Flores e é uma das iniciativas residentes do TRANSLAB – Laboratório de Inovação Social.
Izabel Marigo é gerente de projetos da OneRPM, empresa responsável pela distribuição de fonogramas para plataformas de streaming.
Lucas Hanke  é músico, compositor e produtor cultural, nascido em Lagoa Vermelha, Rio Grande do Sul. Lucas Hanke conta com uma experiência de 20 anos no setor musical, sendo fundador da banda Identidade e colaborador em diversas bandas estabilecidas no mercado como Júpiter Maçã, Os Replicantes e Santiago Neto Y Los MIsionerotrónicos. É sócio-fundador da empresa Marquise 51 Hub Criativo, empreendimento criativo com 10 anos de atuação. O hub trabalha com os 360 graus da indústria musical e é referência nacional no setor.

Serviço
Sobre viver de música
Dias 09, 10 e 11 de abril, (terça a quinta), das 19h às 23h
Marquise 51 (av. Cristóvão Colombo, 51 – telefone 3013.7914 – bairro Floresta, Porto Alegre)
?Investimento:
1º lote – R$ 270 – ENCERRADO
2º lote – R$ 300
3º lote – R$ 350

 Preço de 1º lote congelado para estudantes de ensino médio, superior e escolas de música em geral (comprovação exigida na entrada do curso)
ATENÇÃO!
Código para desconto de 35% com nossas escolas parceiras:
—> Estação Musical
—> Guitarríssima
—-> IPA
Entre em contato e obtenha o seu!
? Inscrições e pagamento
Formas pagamento online: cartão de crédito em até 10x (Visa, Mastercard, American Express, Diners Club e Hipercard), boleto bancário, débito online (Bradesco e Itaú).
Ponto de venda: Marquise 51 (av. Cristóvão Colombo, 51 – 3013.7914)
Formas de pagamento: dinheiro, cartão de débito e crédito em até 3x.
Mais informações:

Pedro Fonseca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − um =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.