“Contos” é o novo disco da Madame Bogardan

“Contos” é o novo disco da Madame Bogardan

A banda Madame Bogardan nasceu lá nas margens da Barra do Ribeiro, uma pequena cidade rodeada por uma lagoa ao sul do sul do Brasil. Foi da mente criativa do cantor e guitarrista, Beto Silva, que saíram as primeiras faíscas de canções que já retratavam amores, cotidianos e contradições. A banda passou por grandes transformações, caiu na estrada e cresceu musicalmente. Este emaranhado de causos criou o que é a Madame, uma banda contadora de histórias. Em 2020 eles lançam seu primeiro DISCO intitulado “Contos”, homônimo à banda, gravado na Marquise 51. O álbum de estreia traz relatos selvagens em forma de canções, um diferencial deste trabalho. Músicas que flertam com o clássico pop rock já executado pela banda e ganham camadas de drama, comédia e mistério. A influência da pop-art é latente nas canções da Madame, passeando com desenvoltura pelo mundo das histórias em quadrinhos, cinema e todo o universo popular contemporâneo. O disco vem recheado de personagens, cada um com um caso específico, mas se colocados lado a lado, dependendo de como o ouvinte interpreta, podem completar-se criando uma única e louca narrativa que mistura tudo, desde pessoas desaparecidas, um casal em crise, ou um velho triste esperando uma visita.

Ficha técnica, disco “Contos”, Madame Bogardan.

1-Puro capricho (Beto Silva e Hector Vinicius)

2-Mendigo Lunar (Beto Silva)

3-Implacável (Beto Silva e Kati Porto)

4-Casa dos fundos (Beto Silva e Kati Porto)

5-Cada pedacinho (Santiago Neto)

6-Maestria (Beto Silva e Kati Porto)

7-Último gole (Beto Silva)

8-Zé alguém (Beto Silva)

9-Por quantas vezes? (Beto Silva, Kati Porto e Felipe Pacheco)

10-Nenhum perdão (Beto Silva)

Músicos convidados

Rafael Teclas, pianos e sintetizadores em: “Puro capricho”, “Por quantas vezes?”, “Zé alguém” e “Maestria”.

Fernando Spillari, pianos em: “Maestria”.

Lucas Hanke, guitarra em: “Puro capricho”.

Tchê Gomes, Pedal Steel em: “Casa dos fundos”.

Eduardo Yugueros, Hammond em: “Cada pedacinho”.

Victor Marka Tavares, Cazú em: “Último gole”.

Daniel Camargo, baixo elétrico em: “Por quantas vezes?”.

Arte Gráfica: Vitória Proença

Captado nos estúdios Marquise 51 por: Beto Silva e Eduardo Yugueros entre 2012 e 2018.

Mixagem e masterização: Beto Silva

Produção: Beto Silva, exceto “Cada pedacinho”, produção Lucas Hanke.

Madame Bogardan: Kati Porto(Bateria e vozes), Hector Vinicius(Baixo elétrico), Felipe Pacheco(Guitarra e vozes) e Beto Silva(Voz e guitarra).

Rádio Putzgrila

A Putzgrila é um veículo de rock consolidado na internet, com mais de 13 anos de programação ao vivo, transmissões de festivais, notícias, lançamentos e cobertura de shows nacionais e internacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 14 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.