Celeste lança single e clipe de “Manto”

Celeste lança single e clipe de “Manto”

Os produtos culturais tem sido um alento para as pessoas em meio à pandemia do novo coronavírus. Produzir e criar tem sido a válvula de escape de vários artistas e não seria diferente para a novíssima banda porto-alegrense Celeste, que lança o seu primeiro videoclipe “Manto”. O grupo já apresentou os lyric vídeos das canções “Luz”, lançado em janeiro e “Abraço” em maio. A música é o terceiro single do grupo e trata dessa ideia de se encontrar em si nesses momentos de solidão e recarregar as energias para enfrentar esse novo desafio. 

“A música é sobre sentir a vida, reconhecer os sinais e encontrar a sua liberdade. ‘Manto’ une sentimentos nas linhas de sua letra. É a ideia de vestir o que a vida pode te trazer de melhor se comunicando com os seres através dos regalos da natureza. Vestir o seu manto e colocar tudo que precisava dentro. Absorver, girar, transbordar e transcender. Ela fala, acima de tudo, sobre natureza e espiritualidade. Combustíveis e força procurados pela maioria das pessoas”, conta Dyego Gheller, vocalista e baixista da banda. 

O clipe foi gravado com os integrantes todos em suas respectivas casas e utilizando o celular, com exceção do vocalista Dyego Gheller que teve suas imagens captadas numa pedreira abandonada em Santo Amaro (RS). A ideia era sair da lógica de clipes que ficaram repetidos na quarentena com os artistas utilizando suas casas como cenário. Uma das influências deste clipe, que mistura imagens com animações, é “The Zephyr Song” do Red Hot Chilli Peppers e “Summum Bonum” do grupo jazzy taiwanês Sunset Rollercoaster. 

“Apostamos em técnicas para amenizar esse efeito [quarentena], pois, no final, tivemos que gravar separados mesmo assim. O reflexo é o ator principal do clipe e foi através dele que procuramos nos mostrar, sendo via espelhos, pela própria água ou utilizando de sobreposições e ângulos, guiados pela Vitória Proença (criadora de todo projeto gráfico e fotografia do clipe) ”, conta Gheller. 

Formada pelos amigos há pouco mais de um ano, a Celeste além dos já supracitados Dyego Gheller (voz e baixo) e Christiano (guitarra e sintetizadores), ainda conta com Lucas Hanke (guitarra) e Lucas Giorgetta (bateria e beats eletrônicos). Todos os músicos também já fizeram ou fazem parte de bandas como Cartolas, Júpiter Maçã e Identidade, e há tempos queriam se juntar para trabalhar em algo novo e explorar horizontes diferentes. 

A pandemia e por consequência a quarentena despertou o desejo de investir na nova banda. Como revela Gheller: “sentimos a vontade de nos expressar artisticamente. Queremos atravessar ela fazendo nosso trabalho, que temos como razão das nossas vidas. Produzir, criar, tocar as pessoas e contribuir com o mundo, através da cultura”. 

A Celeste, que tem seu nome o sentido literal da palavra, tem influencias diversas do Brasil 70, ao pop dos anos 80 e psicodelia moderna. “Se fossemos nomear alguns artistas, ficaria assim: De Novos Baianos a Tame Impala, de Caetano a Boy Pablo, de Nação Zumbi a MGMT”, afirma Gheller. 

“Manto”, o clipe, foi dirigido por Akeem Music e Vinícius Angeli, roteiro de Akeem Music, edição de Vinícius Angeli e projeto gráfico e fotografia de Vitória Proença. Já “Manto”, o single, tem produção de Lucas Giorgetta, foi gravado, mixado e masterizado no estúdio Marquise 51 por Beto Silva. 

Confira o clipe de “Manto”

Rádio Putzgrila

Rádio Putzgrila

A Putzgrila é um veículo de rock consolidado na internet, com mais de 13 anos de programação ao vivo, transmissões de festivais, notícias, lançamentos e cobertura de shows nacionais e internacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − onze =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.