ATMA ESPETÁCULO INSPIRADO NA ESTÉTICA ESPACIAL ACONTECE NO TEATRO GLÊNIO PERES

peça ATMA convida o público a mergulhar em uma viagem sensorial, transitando pelas técnicas de malabarismos, acrobacia aérea e dança

 

 Inspirado na estética espacial de filmes de ficção científica, o espetáculo ATMA convida o público a mergulhar numa viagem sensorial, transitando pelas técnicas de malabarismo, acrobacia aérea e dança. A montagem, que participou do Festival Porto Alegre em Cena e concorreu prêmio Destaque em Dança Contemporânea no Açorianos 2016, tem sessões nos dias 27 e 28 de outubro, às 20h, no Teatro Glênio Peres, pela III Mostra de Artes Cênicas e Música do Teatro Glênio Peres.

 

Guiadas pelo conceito da palavra Atma, de que existe uma essência imaterial e universal em que todos os seres estão ligados numa mesma teia cósmica, as três artistas que encabeçam esta encenação autoral – Carol Martins, Juliana Coutinho e Renata Ibis – sugerem uma reflexão poética sobre o humano e sua conexão com o universo, numa proposta de experimentação antigravitacional baseada na linguagem do circo contemporâneo.

Ficha técnica

Direção e performance: Carol Martins, Juliana Coutinho e Renata Ibis / Orientação cênica: Carla Cassapo / Produção: Carol Martins / Orientação coreográfica: Juliana Coutinho / Cenografia: Renata Ibis / Figurino: O grupo / Criação de Iluminação: Mirco Zanini /Operação de luz: Veridiana Matias/ Trilha sonora: Julius Rigotto / Operação de som: Vado Vergara / Vídeos: Fredericco Restori e João G Queiroz / Projeções ao vivo: João G Queiroz Henrique Fagundes / Fotografia de cena: Pedro Lunaris / Adereços: Luís Cocolichio /Material Gráfico: João G Queirz Duração: 45min / Recomendação etária: 16 anos

 

SERVIÇO

ATMA (RS)

Dia 27 e 28 de outubro

Sexta e Sábado, às 20h

Teatro Glênio Peres (Av. Loureiro da Silva,255 )

Apoio Rádio Putzgrila

Entrada Franca

 

Compartilhe:

Related posts

Leave a Comment

dois × 5 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.