ALICE COOPER explica o que é ROCK DE VERDADE e diz o que falta nas bandas NOVAS DE ROCK

ALICE COOPER explica o que é ROCK DE VERDADE e diz o que falta nas bandas NOVAS DE ROCK
pesquisado e editado por Sabrina Kwaszko – ao som de ‘Paranormal’ de Alice Cooper – a locutora mais antiga ‘no ar’ após o fundador.

Vi esta manchete em um site de rock e resvoli procurar o que ele andou dizendo sobre por aí, é sempre bom ouvir os conselhos de um gigante ;)

Sobre o Rock in Rio 2017 o rockstar norte-americano, de 69 anos, diz: “todos os grandes shows são de mulheres”. Os poucos homens na área, como os Justins Timberlake e Bieber, não são “rock de verdade”, como ele quer. Alice pede mais roqueiros com “marra e atitude”.

Em entrevista ao site Fuse, o roqueiro Alice Cooper declarou que rotular algumas bandas atuais com “rock” é uma ofensa para o gênero. Alice ainda disse não entender por que os artistas de hoje “têm medo de estar em uma banda de rock”.

Eu acho que essa nova geração precisa comer mais carne. Talvez eles precisem deixar de ser vegetarianos e ter um pouco de sangue correndo em suas veias”, disse Cooper. “O rock and roll não é cantar ‘Estou feliz, feliz. Está tudo bem. Nós somos o The Lumineers. Vamos dançar’, disse o roqueiro, sobre a banda que atualmente faz sucesso com a música “Ho Hey“.

“O Mumford & Sons são bons no que fazem, mas isso não é rock and roll. Não chame aquilo de rock and roll. Seria uma ofensa para o rock”, acredita.

Eu percebo que eles querem seguir a linha folk rock, mas acho que no final das contas eles querem ficar iguais a todo o resto. Eu sou da época em que se você faz parte de uma banda, você é um fora da lei”, contou.

Se você não segue as regras, você é um roqueiro fora da lei. Isso não significa que você tenha que usar drogas, mas quando estiver no palco não toque uma guitarra como se fosse um violão acústico. (Tocar) não vem do seu cérebro, vem das suas entranhas. Vem da sua virilha. É sexual, é tribal”, disse Alice Cooper.

Em entrevista na estação de rádio RAdio KSHE 95, Alice Cooper disse que as bandas mais novas não tem o mesmo espírito que as de antigamente:

“Me preocupa que até as bandas de Rock por aí atualmente são muito introvertidas. As bandas jovens de Rock não querem ser foras-da-lei. Elas não tem aquela pose no palco. Sabe, se eu tivesse 18 anos e fosse de uma banda de Rock eu iria me esforçar para mostrar tudo que eu tenho no palco. As bandas novas parecem introvertidas demais pra fazer isso. Guns N’ Roses, Mötley Crüe, Alice Cooper, Aerosmith… Nós crescemos em uma época em que tínhamos que competir com Mick Jagger. E o Mick Jagger era o rei do estilo.

Foi sempre assim que eu olhei as coisas. Faça um grande show para o público. Você está no melhor estilo da música, faça um show! E isso não parece existir com as bandas novas. Eu não entendo. Eu acho que virá numa onda retro. Acho que bandas novas vão começar a cansar de ser tão introvertidas”.

 E diz mais ainda em suas entrevistas:
Onde está o fogo? Eles tentam não ser rockstars, isso é louco!  Jack White e o Foo Fighters são incríveis. Não conheço a música do Black Veil Brides, mas gosto da imagem. Quando se vê, se sabe quem é.” 

Cooper também não aceita a mistura de gêneros dentro do rock: “Você lê uma revista – e não vou citar nomes – e vê ‘Você tem que ouvir esta banda, estão na capa da Rolling Stone  e é a melhor nova banda que você vai ouvir!’ Eu olho para eles e penso ‘O que? Tem um acordeão na banda! Como isso é rock?! Isso é folk!”

“O que me irrita mais do que tudo é que todas as bandas que fazem sucesso no momento tem medo de serem estrelas do rock. Eles cantam como se quisessem se encaixar, ‘Não queremos fazer nada elaborado, não queremos ser espontâneos ou chocar ninguém, queremos ser bonzinhos e simpáticos’. Eu acho que essa geração precisa de uma dose gigante de testosterona”. Desabafa o cantor do sucesso “School’s out”.

 

Estes são os conselhos do mestre para as bandas novas de rock. Alice Cooper lançou este ano seu novo álbum o Paranormal, se tu ainda não tá ligado clica aqui e confira:

ALICE COOPER ANUNCIA PARANORMAL, PRIMEIRO DISCO DELE EM SEIS ANOS


fontes: wikimetal, g1, rolling stone, vagalume, superfm e cifra club.

Sabrina Kwaszko - Radialista

Sabrina Kwaszko - Radialista

Locutora Executiva. Apresenta o Programa A Hora do Rock 15h - terças e o Programa Independência ou morte! 17h – terças. A hora e a vez das bandas independentes na Rádio Putzgrila Quem quiser enviar material é só escrever para: sabrinaputzgrila@gmail.com . Enviem mp3 com nome da música e da banda, release e datas de shows.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × dois =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.