2Cellos, uma bateria e muito Rock n’ Roll!

2Cellos, uma bateria e muito Rock n’ Roll!
Dia 01/10, aguardada data para que Porto Alegre possa conhecer ao vivo a aclamada dupla 2Cellos, formada pelos violoncelistas esloveno-croatas Luka Sulic E Stjepan hauser em 2011, e que tornou-se praticamente um trio com a entrada do baterista  Dusan Kranjc ainda no ano da criação da dupla.Para a apresentação, foi reservado um dos espaços mais interessantes de POA no momento, o renovado Araújo Viana. O show teve a abertura do competentíssimo Oly Jr., mostrando suas belas composições que transitam com suavidade entre o blues e a milonga, agradando à platéia já presente ao Araújo.
Oly Jr. Foto: Ana Beise
Por volta de 21:20, as luzes do palco apagam-se, prenunciando o início do espetáculo. O primeiro a entrar ao palco é Stjepan, que inicia acordes de uma música erudita, logo sendo acompanhado por seu parceiro Luka. As duas primeiras canções parecem ter sido escolhidas para familiarizar o público com o que estava por vir. Elas servem na medida exata para agradar aos ouvidos, e permitir ao espectador ir conhecendo os nuances do simples mas belo palco e fazer uma leitura da personalidade dos dois músicos, ficando claro que temos um contido e um pouco sisudo Stjepan, contrastando com um extrovertido e animado Luka. Uma das temáticas interessantes que o show traz é a proximidade que os dois músicos mantém com a platéia, abusando de piadas e tiradas espirituosas, juntamente com tentativas de arriscar o português. Torna-se claro que a dupla sabe ter sua platéia na mão.
Foto: Ana Beise
No seguimento do show, vão desfiando-se canções clássicas como With Or Without do U2, Viva La Vida, do Coldplay, entre outras, que vão, em uma cadência interessante, dando a crescente do show, até levarmos aos “carros-chefes” do show, se assim podemos chama-las. Canções como Welcome to the Jungle, ou Smooth Criminal servem pra mostrar os motivos que levaram esta dupla ao patamar que hoje estão. Para alguém que é não é dos mais fãs de música instrumental, eu só tenho uma coisa a dizer… é perfeito. A sinergia entre Luka e Stjepan é tão acachapante, que a impressão que temos é de uma banda completa sobre o palco, recheada de backing vocals e tudo mais a que se tem direito. E tudo isso tá ali com dois cellos e uma bateria, que é maestralmente tocado por Dusan Kranjc, que junta-se à dupla em um dos momentos que podem servir como um divisor de águas do show, que é a apresentação da canção “Thundertruck” da banda australiana AC/DC.
Foto: Ana Beise
O vídeo do 2Cellos interpretando Thunderstruck já ultrapassou a casa dos 45.000.000 de visualizações no YouTube (se ainda não viu, corre lá: https://www.youtube.com/watch?v=uT3SBzmDxGk), e, ao ser executada ao vivo, serve pra corroborar todo o talento que é apregoado a dupla. Assim como as citadas acima, todos os elementos da música estão ali. Agora, no momento em que Luka deita-se ao chão e toca seu cello girando, tal como faz Angus Young nas performances do AC/DC, a pergunta que vem a mente é: Será Angus Young tocando Cello? Ou é o Luka tocando guitarra? Os dois fundiram-se em um ser de pura música e feeling? Simplesmente espetacular. O mesmo repete-se na execução da clássica (I can’t get no) Satisfaction do Rolling Stones, em que os dois músicos parecem imbuídos do espírito da banda. E isso suscita uma ideia, quando irão unir as bandas a estes espetaculares instrumentistas? Aguardamos ansiosos.
Foto: Ana Beise
Voltando ao espetáculo, os 80 minutos de duração passam-se como se fossem menos da metade disso, tal o envolvimento que a música e os elementos que a compõem criam. No encerramento com a clássica “The Trooper” da banda inglesa Iron Maiden, o sentimento de quero mais já está engasgado na garganta da platéia que lota boa parte do Araújo Viana. E o ato final do show guarda uma grandiosidade singular. Luka e Stjepan anunciam que irão tocar uma “canção de ninar” pra embalar o sono dos presentes. E o que se vê acontecer no auditório é fantástico. A platéia toda cala-se respeitosamente ao pedido de Luka, e aprecia a belíssima Air on the G String, que encerra perfeitamente o espetáculo. Show encerrado, e a vontade de quero mais é o que mais cresce. Esperamos ansiosamente o retorno à Porto Alegre.
Olhadinha esperta do Stjepan pra lente Putzgrílica
Olhadinha esperta do Stjepan pra lente Putzgrílica

 

Texto por Franco Silva

Fotos por Ana Beise

Ana Beise

Produtora, faxineira fascinante e agente do caos da Putz

Um comentário em “2Cellos, uma bateria e muito Rock n’ Roll!

  1. Aqui no quiosque só rola a PUTZ…. água de coco, sucos naturais e a cerva mais gelada da orla acompanhado das melhores porções e regado com uma pitada de PURO ROCK´N ROLL… grande abraço a todos, a PUTZ é o máximo…. rola um Stray Cats, valeu…..

    Quiosque do Euclides
    Barra Bonita – SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.