2Cellos, uma bateria e muito Rock n’ Roll!

Dia 01/10, aguardada data para que Porto Alegre possa conhecer ao vivo a aclamada dupla 2Cellos, formada pelos violoncelistas esloveno-croatas Luka Sulic E Stjepan hauser em 2011, e que tornou-se praticamente um trio com a entrada do baterista  Dusan Kranjc ainda no ano da criação da dupla.Para a apresentação, foi reservado um dos espaços mais interessantes de POA no momento, o renovado Araújo Viana. O show teve a abertura do competentíssimo Oly Jr., mostrando suas belas composições que transitam com suavidade entre o blues e a milonga, agradando à platéia já presente ao Araújo.
Oly Jr. Foto: Ana Beise
Por volta de 21:20, as luzes do palco apagam-se, prenunciando o início do espetáculo. O primeiro a entrar ao palco é Stjepan, que inicia acordes de uma música erudita, logo sendo acompanhado por seu parceiro Luka. As duas primeiras canções parecem ter sido escolhidas para familiarizar o público com o que estava por vir. Elas servem na medida exata para agradar aos ouvidos, e permitir ao espectador ir conhecendo os nuances do simples mas belo palco e fazer uma leitura da personalidade dos dois músicos, ficando claro que temos um contido e um pouco sisudo Stjepan, contrastando com um extrovertido e animado Luka. Uma das temáticas interessantes que o show traz é a proximidade que os dois músicos mantém com a platéia, abusando de piadas e tiradas espirituosas, juntamente com tentativas de arriscar o português. Torna-se claro que a dupla sabe ter sua platéia na mão.
Foto: Ana Beise
No seguimento do show, vão desfiando-se canções clássicas como With Or Without do U2, Viva La Vida, do Coldplay, entre outras, que vão, em uma cadência interessante, dando a crescente do show, até levarmos aos “carros-chefes” do show, se assim podemos chama-las. Canções como Welcome to the Jungle, ou Smooth Criminal servem pra mostrar os motivos que levaram esta dupla ao patamar que hoje estão. Para alguém que é não é dos mais fãs de música instrumental, eu só tenho uma coisa a dizer… é perfeito. A sinergia entre Luka e Stjepan é tão acachapante, que a impressão que temos é de uma banda completa sobre o palco, recheada de backing vocals e tudo mais a que se tem direito. E tudo isso tá ali com dois cellos e uma bateria, que é maestralmente tocado por Dusan Kranjc, que junta-se à dupla em um dos momentos que podem servir como um divisor de águas do show, que é a apresentação da canção “Thundertruck” da banda australiana AC/DC.
Foto: Ana Beise
O vídeo do 2Cellos interpretando Thunderstruck já ultrapassou a casa dos 45.000.000 de visualizações no YouTube (se ainda não viu, corre lá: https://www.youtube.com/watch?v=uT3SBzmDxGk), e, ao ser executada ao vivo, serve pra corroborar todo o talento que é apregoado a dupla. Assim como as citadas acima, todos os elementos da música estão ali. Agora, no momento em que Luka deita-se ao chão e toca seu cello girando, tal como faz Angus Young nas performances do AC/DC, a pergunta que vem a mente é: Será Angus Young tocando Cello? Ou é o Luka tocando guitarra? Os dois fundiram-se em um ser de pura música e feeling? Simplesmente espetacular. O mesmo repete-se na execução da clássica (I can’t get no) Satisfaction do Rolling Stones, em que os dois músicos parecem imbuídos do espírito da banda. E isso suscita uma ideia, quando irão unir as bandas a estes espetaculares instrumentistas? Aguardamos ansiosos.
Foto: Ana Beise
Voltando ao espetáculo, os 80 minutos de duração passam-se como se fossem menos da metade disso, tal o envolvimento que a música e os elementos que a compõem criam. No encerramento com a clássica “The Trooper” da banda inglesa Iron Maiden, o sentimento de quero mais já está engasgado na garganta da platéia que lota boa parte do Araújo Viana. E o ato final do show guarda uma grandiosidade singular. Luka e Stjepan anunciam que irão tocar uma “canção de ninar” pra embalar o sono dos presentes. E o que se vê acontecer no auditório é fantástico. A platéia toda cala-se respeitosamente ao pedido de Luka, e aprecia a belíssima Air on the G String, que encerra perfeitamente o espetáculo. Show encerrado, e a vontade de quero mais é o que mais cresce. Esperamos ansiosamente o retorno à Porto Alegre.
Olhadinha esperta do Stjepan pra lente Putzgrílica
Olhadinha esperta do Stjepan pra lente Putzgrílica

 

Texto por Franco Silva

Fotos por Ana Beise

Related posts

One Thought to “2Cellos, uma bateria e muito Rock n’ Roll!”

  1. Aqui no quiosque só rola a PUTZ…. água de coco, sucos naturais e a cerva mais gelada da orla acompanhado das melhores porções e regado com uma pitada de PURO ROCK´N ROLL… grande abraço a todos, a PUTZ é o máximo…. rola um Stray Cats, valeu…..

    Quiosque do Euclides
    Barra Bonita – SP

Leave a Comment

18 − nove =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.